Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Gestores discutem projeto de Trem Intercidades na região

DA REDAÇÃO | 10/10/2019 | 20:42

A viabilidade de implantação de duas linhas de trem que beneficiarão Jundiaí e as outras cidades da Aglomeração Urbana de Jundiaí (AUJ) foi assunto, hoje, da primeira reunião de trabalho de gestores jundiaienses com representantes da Secretaria de Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

Uma das linhas é um TIC (Transporte Intercidades), com trilhos a serem construídos, trens novos e confortáveis, três paradas previstas – São Paulo (Barra Funda), Jundiaí e Campinas – e 102 km de extensão.

A outra envolve veículos de serviço parador (trem convencional), que ligará Jundiaí a Louveira, Vinhedo e Valinhos, estará integrada à linha 7 Rubi, da CPTM, em Francisco Morato, e terá 65 km e nove paradas.

As novidades fazem parte de um projeto de Parceria Público-Privada (PPP) encabeçado pelo Governo do Estado de São Paulo.

O total estimado de investimento nas novas linhas é de R$ 7 bilhões e a concessão será por um período de 30 anos. Pelo TIC, projeta-se que o deslocamento de São Paulo a Jundiaí dure 30 minutos e o da Capital a Campinas, uma hora.

O encontro de ontem no Paço Municipal reuniu os gestores José Antonio Parimoschi (Governo e Finanças), Adilson Rosa (Infraestrutura e Serviços Públicos), Silvestre Ribeiro (Mobilidade e Transporte) e Sylvia Angelini (interina da Unidade de Gestão de Planejamento Urbano e Meio Ambiente), além de técnicos de todas as unidades, do secretário-executivo da pasta estadual, Paulo Galli, e do presidente da CPTM, Pedro Moro.

Segundo Parimoschi, na reunião inicial do grupo houve a apresentação do projeto de PPP ao prefeito de Jundiaí, Luiz Fernando Machado, no dia 19 de setembro deste ano. “Trata-se de uma proposta estruturante e importantíssima para nossa cidade”, comentou.


Leia mais sobre
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/gestores-discutem-projeto-de-trem-intercidades-na-regiao/
Desenvolvido por CIJUN