Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Graduação para conselheiro é rejeitada por vereadores

ISABELA CRISTÓFARO | 27/03/2019 | 05:03

“Lamentável”, disse Alda Maria Carrara, presidente do Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente de Jundiaí (CMDCA), após a votação do regimento que define o modelo de votação para novos conselheiros tutelares, na sessão da Câmara de Jundiaí, na noite de ontem. O projeto, que tem como questão central a exigência da graduação para a eleição dos profissionais, foi votado em caráter de urgência e rejeitado pelos vereadores.
Mesmo com o resultado, a presidente do conselho diz estar otimista. “É uma questão que dá para ser revertida e revogada”, disse. Segundo Alda, o próximo passo será recorrer ao poder Executivo. “Devemos pensar com a cabeça da criança e o prefeito é amigo dela”, afirma.
O vereador Paulo Sérgio Martins (PPS) usou argumentos parecidos. Durante a discussão em plenário, apelou para que os vereadores não pensassem nos conselheiros, mas nas crianças que necessitam de atendimento, avaliando o projeto como bom. Ainda falou que o trabalho de um conselheiro é muito específico e que os cursos também deveriam ser nessa linha.
No entanto, vereadores como Romildo Antônio (PR) e Rogério Ricardo (PHS), manifestaram opinião contrária à exigência de nível superior para as próximas eleições. Na discussão, Romildo justificou ser contra o projeto para não “fazer distinção de pessoas”. Já o vereador Rogério, em plenário, disse que não é necessário ter nível superior porque “diploma nenhum faz cidadão”, citando também a não obrigatoriedade de diploma para pessoas que desejam concorrer ao cargo de Presidente da República.
Na 96ª sessão da câmara de Jundiaí, foram realizadas 13 homenagens. Na primeira, vereador Wagner Ligabó (PPS) homenageou os setores de cirurgia cardíaca, unidade coronariana e hemodinâmica do Hospital São Vicente de Paulo. Quem a recebeu foi coordenador da cirurgia cardíaca da instituição, Luiz Carlos Bettiati Jr. Ainda nos minutos iniciais, pelo vereador Edicarlos Vieira (PSD), o Instituto Federal foi homenageado. O diretor geral do Campus Avançado Jundiaí, Lucivaldo Paz de Lira falou sobre o que essa homenagem significa. “O Instituto Federal verticaliza a educação, por isso a homenagem é importante para ampliarmos o nosso atendimento e melhorar nossa infraestrutura, uma vez que o prédio que estamos hoje é emprestado e toda nossa verba vem do Ministério da Educação”, complementou. Dentre os outros onze homenageados estiveram vigilantes de rua, agentes de trânsito, servidores municipais e o gestor de saúde Tiago Texera.

T_camara26


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/graduacao-para-conselheiro-e-rejeitada-por-vereadores/
Desenvolvido por CIJUN