Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Grupo acusado de roubos oferece dinheiro a PMs para não ser preso

GERALDO DIAS NETTO | 15/09/2018 | 21:02

Ação de policiais militares do 11º Batalhão de Jundiaí possibilitou o indiciamento de quatro homens reconhecidos em diversos assaltos em residências e comércios. Todos foram encontrados em um Ford Ka, prata, após o motorista decidir fugir e o carro ser cercado na Estrada Municipal do Varjão, no Jardim Novo Horizonte.

De acordo com o tenente Iuri, da equipe do capitão Augusto José Martinelli, o grupo chegou a oferecer R$ 5 mil para não ser levado à delegacia, onde o reconhecimento dos assaltos foi feito. Por conta disso, foram autuados em flagrante também por corrupção ativa e associação criminosa, determinando a Justiça que permanecessem atrás das grades após audiência de custódia.

As buscas aos acusados tiveram início após ligação ao 190 denunciando que alguns homens, de carro, estavam em atitude suspeita na rua Bem-te-vi, no Jardim Adélia. Um deles, inclusive, portaria uma arma de fogo, o que fez com que equipes do 11º Batalhão se mobilizassem para tentar abordar o grupo.

O veículo foi encontrado nas imediações do Residencial Santa Giovana, no Jardim das Tulipas, e seu condutor teve ordem de parada, mas não obedeceu. Houve, então, acompanhamento até o Jardim Novo Horizonte, onde o motorista decidiu estacionar ao perceber que não teria como escapar.

Segundo o tenente Iuri, que coordenou dois patrulheiros na abordagem (soldados Bruno Dias e Carlos), as características físicas dos detidos eram semelhantes às de criminosos que vinham agindo no Jardim das Tulipas desde março passado, sendo feito, por isso, contato com, pelo menos, quatro famílias vítimas de assalto.

Todas foram até o Plantão Policial de Jundiaí, na avenida 9 de Julho, e reconheceram os homens, tendo uma delas contado que o grupo chegou a assaltar sua residência duas vezes, além de praticar um roubo no estabelecimento comercial que possui.

As inúmeras vítimas de assalto também foram unânimes ao descrever o modo de agir do bando, garantindo que os homens foram bastante violentos, fazendo ameaças de morte durante todo o tempo em que mantiveram os moradores sob a mira de armas de fogo.

Os quatro foram indiciados pelos assaltos e presos em flagrante por associação criminosa e corrupção ativa, já que ofereceram dinheiro aos policiais militares para serem liberados. Em audiência de custódia, o Poder Judiciário também decidiu manter o grupo atrás das grades.
Não foi informado se eles, que não tiveram os nomes divulgados, permaneceram no Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista ou se foram transferidos ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Jundiaí, localizado no bairro do Tijuco Preto.

Número

De janeiro a julho deste ano, 622 assaltos foram registrados em Jundiaí pela polícia. São quase 90 roubos por mês ou três casos por dia, sendo o assalto um dos delitos de maior ocorrência, conforme revelam dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo.
Os números não incluem roubos da carga, de veículo e a banco, já que estas modalidades criminosas são contabilizadas em campo próprio pela SSP.

Já na comparação com o mesmo período do ano passado, 2018 teve uma queda de 40,1% na quantidade de assaltos, uma vez que o período de 2017 fechou com 1.039 registros.

 

 

 

T_presos


Leia mais sobre | | | |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/grupo-acusado-de-roubos-oferece-dinheiro-a-pms-para-nao-ser-preso/
Desenvolvido por CIJUN