Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Horta caseira se torna cada vez mais comum

COLABORAÇÃO DE MARIANA CHECONI | 12/07/2019 | 05:02

Economia, sustentabilidade ou até mesmo preocupação com a saúde são os principais motivos que levam as pessoas a terem hortas para consumo próprio. De acordo com uma pesquisa realizada pelo IBGE em 2018, no Brasil, 13 milhões de pessoas, com idade a partir de 14 anos, se dedicaram à produção para consumo próprio, o que equivale a 7,7% da população.

Para quem deseja investir em uma horta caseira, a bióloga Cláudia Aparecida Longatti conta algumas dicas de plantas que podem ser mantidas sem grande dificuldade. “Para cultivar em casa, temos o tomate, pimentão, pepino e as ervas aromáticas como salsa, cebolinha e coentro que são de fácil cultivo. A principal dica para manter uma horta em casa é manter o solo bem nutrido, para que as plantas fiquem mais resistentes a possíveis ataques de pragas. Um ótimo adubo e que pode ser feito em casa é a compostagem dos restos de cascas e folhas”, explica.

A bióloga alerta para as vantagens de ter um cultivo próprio. “A principal vantagem é saber a procedência da alimentação, pois em casa você sabe como é o solo, se a planta tem agrotóxicos e como é cultivada. Tudo isso contribui para uma alimentação mais saudável”, afirma.

A analista financeira, Catarina Neto Afonso Pereira, conhece essas vantagens. Ela tem uma horta em casa onde cultiva alguns tipos de plantas. “A vantagem de ter uma horta em casa é o frescor e o sabor dos alimentos colhidos na hora. Além disso, a certeza de não ter agrotóxicos. Em casa eu tenho beterraba, alface, rúcula, couve, salsa, cebolinha, jiló, mostarda, hortelã, gengibre e algumas PANCs (plantas alimentícias não convencionais)”, conta.

Para Catarina, cuidar das plantas é como uma terapia. “Primeiro, poder preparar bem a terra antes do plantio, depois manter sempre úmida regando uma ou duas vezes por dia e verificar sempre se não aparecem bichinhos que danifiquem as plantas. O cuidado diário com as plantas, poder acompanhar o crescimento e colher o que iremos consumir é uma verdadeira terapia”, conta.

Inverno
De acordo com Cláudia, no inverno as plantas podem sofrer um pouco mais por conta das baixas temperaturas. Para evitar problemas, as pessoas podem seguir algumas dicas. “O maior problema para as plantas no inverno são as geadas. Durante a noite se a temperatura chega nos 13° C, seria interessante proteger a horta com um lençol, sombrite ou plástico, para que as baixas temperaturas não machuquem as plantas. Além disso, no inverno as plantas perdem menos água, então não é necessário irrigá-las tanto quanto no verão. O melhor horário é durante a manhã”, explica.


Leia mais sobre
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/horta-caseira-se-torna-cada-vez-mais-comum/
Desenvolvido por CIJUN