Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Junção de livraria e sebo atrai novos clientes

MARIANA CHECONI | 22/09/2019 | 05:01

O número de livrarias e sebos pelo Brasil vem caindo. De acordo com um levantamento, nos últimos 10 anos, 29% dos estabelecimentos desse tipo fecharam as portas. Isso porque as pessoas pararam de comprar livros físicos, seja pela falta de incentivo à leitura ou porque trocaram o papel por aparelhos eletrônicos.

Em Jundiaí, o número de sebos e livrarias é pequeno, mas, apesar desse cenário, a cidade acaba de receber um local com uma iniciativa diferente.

O Sebo Estação Cultural, no Centro, foi inaugurado há pouco menos de um mês e traz uma proposta que a cidade ainda não tinha: sebo e livraria juntos.

Os clientes que entram no local encontram tanto livros usados quanto lançamentos de todos os gêneros literários, além de CD’s, DVD’s e até LP’s.

Desde a década de 80, aquele quadrilátero ao lado do Fórum não recebia estabelecimentos como este, com o fechamento da Livraria Dom Quixote, na esquina da rua Onze de Junho.

De acordo com as sócias responsáveis pelo estabelecimento Vivian Wenda e Franciele Baiter Marcos, apesar dos livros novos vendidos no local, o foco são os usados. “Nós acreditamos que os usados deixam a leitura mais acessível para as pessoas, pois o custo acaba sendo menor. Como o livro já passou por uma outra pessoa e não é lançamento, acaba sendo mais barato”, conta Vivian. Ela ainda conta que os clientes estão gostando da iniciativa. “Nosso movimento está aumentando muito. A nossa expectativa era bem menor. Não imaginávamos que o sebo estaria sempre cheio. Surpreendeu bastante”, afirma a sócia.

Basta ficar alguns minutos na loja para perceber que o local já caiu no gosto dos clientes.
A adolescente Luciana Skraba, de 15 anos, estuda em uma escola em frente ao sebo e sempre passava na frente e via as promoções, até que um dia resolveu entrar.

“Eu gosto muito de ler e gastava muito comprando livros novos. Desde que o sebo abriu, possibilitou trocas e compras por um preço mais em conta. Eu estou adorando”, conta.

Mercado
As sócias contam que outras unidades do Sebo Estação Cultural estão espalhadas por outras cidades do interior.

Para implantar em Jundiaí, foi realizada uma análise de mercado. “Não somos da cidade e vimos que Jundiaí tem um PIB excelente, comparado à outras cidades da região. Por isso mudamos para abrir outra unidade.

Estamos contentes com a decisão. Os jundiaienses têm nos recebido muito bem. Acreditamos que esse incentivo à leitura seja muito importante”, ressalta Franciele.


Leia mais sobre |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/juncao-de-livraria-e-sebo-atrai-novos-clientes/
Desenvolvido por CIJUN