Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Jundiaí abre 5.419 empresas em 2018, sendo 45% de MEIs

SIMONE DE OLIVEIRA | 28/03/2019 | 05:00

Os dados do Indicador Serasa Experian de Nascimento de Empresas mostram que em 2018 cerca de 2,5 milhões de novas empresas foram criadas no país. Deste total 81,4% eram de microempreendedores individuais, os conhecidos MEIs. Em Jundiaí, segundo dados atualizados do Cadastro Fiscal Mobiliário da prefeitura, neste mesmo período foram abertas 5.419 empresas, sendo 2.444 MEIs, o que significa 45%.
Atividades como comércio (914), serviços (4.386) e ambulantes (97) foram os pedidos mais evidentes no ano passado. Os novos negócios também tiveram crescimento quando comparados com o ano anterior. Foram 4.480 aberturas em 2017 e 5.419 em 2018: um aumento de 21%, também com destaque para o setor de serviços, em especial salões de beleza, barbearias e pontos de vendas de doces e bolos, entre outros.
O relatório da administração municipal mostra que nos primeiros meses de 2019 cerca de 1.495 empresas foram abertas, sendo 732 microempresas.
E se o setor de serviços tem tido um destaque especial para alavancar os índices, um dos motivos é a facilidade para investir. De acordo com a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), os micro e pequenos empresários (MPEs) do varejo e serviços continuam com apetite para realizar investimentos este ano.
Assim como em janeiro, os indicadores de fevereiro revelam que 41% desses empresários pretendem investir em seus negócios nos próximos três meses, um aumento de 8% em relação ao mesmo mês em 2018. Por outro lado, 38% não planejam fazer qualquer tipo de movimento nesse sentido e 21% ainda não sabem se o farão.

EMPREGOS
O aumento no número de empresas abertas a cada ano também impulsiona o surgimento de novas vagas de emprego. O resultado do mês, com o preenchimento de 125,2 mil postos de trabalho, é o melhor dos últimos quatro anos, segundo levantamento do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas). O saldo de empregos gerados pelos pequenos negócios em fevereiro deste ano representou 72,3% do total de vagas abertas no país, revela o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados).
“Esses empreendedores são o negócio do futuro. Os pequenos negócios geram emprego, dão resultado e transformam a realidade nas comunidades onde estão inseridos e no país como um todo, com renda e oportunidade”, afirma o presidente do Sebrae, João Henrique de Almeida Sousa.
As micro e pequenas empresas já acumulam no primeiro bimestre deste ano um saldo de 189,5 mil vagas, 14% acima do mesmo período do ano passado e quase 17 vezes mais que o saldo acumulado pelas médias e grandes corporações nos primeiros dois meses deste ano.
Os pequenos negócios do setor de serviços foram os que mais empregaram em fevereiro, com 75,8 mil postos de trabalho. Destacaram-se nessa área os empreendimentos do segmento de ensino, contratando 27 mil novos profissionais, e as do ramo imobiliário, criando 18,5 mil novos empregos.
São Paulo foi o estado brasileiro em que as micro e pequenas empresas mais geraram empregos em fevereiro, com 41,3 mil empregos, respondendo por 33% do total de postos de trabalho gerados pelas MPE no país nesse mês.
Em seguida, aparecem Minas Gerais (16,4 mil), Santa Catarina (10,8 mil) e Rio Grande do Sul (10,1 mil). Em função disso, as regiões que se destacaram na criação de novas vagas em fevereiro deste ano foram a Sudeste (66,1 mil) e a Sul (31 mil).

BEM-ESTAR MASCULINO BARBEARIA SANTA BARBA


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/jundiai-abre-5-419-empresas-em-2018-sendo-45-de-meis/
Desenvolvido por CIJUN