Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Jundiaí amplia em 44% a oferta de exames laboratoriais

da redação | 07/06/2018 | 05:00

A oferta de exames laboratoriais pela Prefeitura de Jundiaí receberá um aporte de 40 mil exames por mês, passando para 130 mil mensais até dezembro. O acréscimo de 44,4% nos exames de sangue e urina tem por objetivo reduzir a fila de espera para o atendimento, ocasionada pelo aumento na procura pelo atendimento da rede básica municipal. O incremento só foi possível a partir do pagamento referente ao Teto MAC, feito pelo Ministério da Saúde (MS), após ação judicial. “Sabemos das necessidades que a cidade tem com relação à saúde, por isso, tomamos medidas para melhorar e qualificar o atendimento. Abrimos concurso público para contratação de médicos, e, com a chegada do Teto MAC, que é devido à cidade, vamos ampliar a oferta de exames. Tivemos um aumento no volume de pessoas usando a nossa rede desde o ano passado, por isso, houve um acréscimo na procura pelos exames, e, consequentemente, um tempo maior para o atendimento. Essa verba equaliza a oferta com a demanda”, afirma o prefeito Luiz Fernando Machado (PSDB).

O valor acrescido para a ampliação e exames por mês é de R$ 200 mil, o que resulta em R$ 600 mil investidos para a compra de 130 mil exames mensais, 10 mil a mais que a necessidade da cidade. “O volume de atendimentos em consultas no primeiro trimestre deste ano é de 130 mil consultas. Esse número impacta na quantidade de exames oferecidos pela rede, que tinha previsão e contratação com base no que vinha sendo realizado anteriormente, ou seja, 90 mil exames/mês. A partir do aumento na oferta, será possível equalizar as filas e reduzir pela metade o tempo máximo de espera dos exames, para 60 dias”, detalha o gestor da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), Tiago Texera. Pela primeira vez usando o sistema público de saúde, Michele Aparecida da Costa Galvão, 39 anos, esperou por dois meses para fazer os exames clínicos. “Fiquei surpresa, pois meus pais usam os serviços da UBS e chegaram a esperar por mais tempo. Esse incremento nos exames é importante, pois muita gente, como eu, tinha convênio particular, e por causa da perda de emprego, busca na rede pública o atendimento”, analisa.

Roseli Souza Sheid, 43 anos, também passa pela primeira vez por atendimento em UBS. “Eu tinha convênio. Perdi o emprego e, para manter o controle da minha saúde, já que sou hipertensa, procurei o atendimento da rede pública de Jundiaí. Aguardei um mês para o exame. Foi rápido. A rede pública tem tudo o que a gente precisa, e temos que entender que a demanda é grande”, argumenta. O aposentado Antonio Ribeiro, 72 anos, é hipertenso, tem colesterol elevado e ácido úrico. Morador no Caxambu, passa por atendimento na Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro. “Eu preciso fazer exames duas vezes por ano, para manter tudo controlado. Estava esperando há um tempo, e o pessoal da UBS me chamou nesta semana. Chegou a demorar mais tempo, em anos anteriores”, contou. O gestor explica que, apesar de a verba começar a ser depositada em julho, as adequações na demanda já estão implementação. Texera detalha que as UBSs, que tinham maior quantidade de pacientes no aguardo dos exames, foram liberadas para o agendamento dos pacientes em espera.

VERBA
O pleito para o aumento do Teto MAC foi iniciado em setembro de 2016. Na oportunidade, Jundiaí pleiteou a condenação da União na obrigação de implantar o repasse mensal da verba Teto MAC com o valor apurado pelo Ministério da Saúde. Os repasses federais são destinados ao financiamento de ações e serviços de saúde que atendem à Média e Alta Complexidade Hospitalar e Ambulatorial, sendo que os repasses referentes ao Teto Mac resguardam a prestação de serviços essenciais tabelados no SUS para tal fim. O valor anual devido pelo ministério, estimado pela Unidade Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), é de R$ 15,6 milhões, ou R$ 1,44 milhão por mês.

Coleta de Sangue UBS


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/jundiai-amplia-em-44-a-oferta-de-exames-laboratoriais/
Desenvolvido por CIJUN