Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Jundiaí bate recorde de mortes diárias por covid-19

Kátia Appolinário | 15/06/2020 | 18:41

A segunda quinzena de junho começou com um marco para Jundiaí: o recorde do número de falecimentos diários por coronavírus. Na tarde desta segunda-feira (15) sete novas vítimas entraram para a lista de óbitos do município, totalizando assim 120 mortes desencadeadas pela doença.

A marca supera os dias 23 de maio e 4 de junho, em que foram registrados seis óbitos em cada uma das datas. As vítimas possuem um perfil predominante. Do total, 87,5% dos pacientes que foram a óbito possuíam algum tipo de comorbidade, sendo os problemas cardiovasculares os mais predominantes entre os enfermos. Além disso, dois terços do total são homens, o que corresponde a 66,6% das vítimas, contra 33,3% de mulheres.

Ainda que o falecimento mais jovem tenha sido de uma vítima de 25 anos, 71,6% dos óbitos correspondem a idosos com mais de 60 anos, ou seja, 86 do total. De acordo com a última atualização, os óbitos desta segunda (15) são de duas mulheres, de 74 e 72 anos, além de cinco homens com 48, 63, 73, 79, e 86 anos respectivamente. Dentre esses, apenas um não possuía alguma comorbidade.

Já incluindo os óbitos, o município registra 2012 casos positivos de covid-19, dentre os quais 1.535 já se recuperaram da doença. Assim, até a última tarde, a cidade registrava uma taxa de recuperação de 76,29%.

O bairro com maior concentração de casos no município é o Jardim do Lago, com 125 registros. Logo em seguida estão os bairros Novo Horizonte, Vila Maringá e Anhangabaú, que registram respectivamente 118, 115 e 100 casos. Juntos, os quatro bairros concentram 22,7% do total de ocorrências positivas.

 

INTERNAÇÕES
Na rede pública de saúde, 55% dos leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) voltados exclusivamente para pacientes com covid-19 já estão ocupados. Os leitos de enfermaria, por sua vez, possuem taxa de ocupação de 61%.

Na rede privada 71% dos leitos de UTI entre pacientes com coronavírus e outras doenças estão ocupados, assim como os leitos de enfermaria.

Neste momento, a rede pública quanto a rede privada possuem respiradores para atender à demanda de pacientes enfermos, contabilizando 62% do total de ventiladores disponíveis na pública e 69% na privada.

NO AUJ

As seis cidades ao entorno de Jundiaí contabilizam ao todo 104 mortes por coronavírus.

Várzea Paulista computa 238 casos positivos, sendo 23 falecimentos.

Campo Limpo Paulista, por sua vez, aparece com 104 positivos e 20 mortes na cidade.

Em Jarinu foram registradas 74 confirmações, dentre os quais 12 faleceram.

Itupeva possui 109 confirmados, sendo 10 mortes.

Em Louveira, dos 108 positivos, cinco foram a óbito.

Por fim, em Cabreúva há 142 positivos e quatro falecimentos.

NO ESTADO
Nesta segunda-feira (15) o Estado de São Paulo registra 10.767 óbitos e 181.460 casos confirmados do novo coronavírus. Entre as pessoas diagnosticadas com a covid-19, 33.105 foram internadas, curadas e tiveram alta hospitalar.

Dos 645 municípios do território paulista, houve pelo menos uma pessoa infectada em 579 cidades, sendo 308 com um ou mais óbitos.

As taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 77,8% na Grande São Paulo e 70,8% no Estado. O número de pacientes internados é de 13.327, sendo 8.018 em enfermaria e 5.309 em unidades de terapia intensiva.

Entre as vítimas fatais estão 6.213 homens e 4.554 mulheres. Os óbitos continuam concentrados em pacientes com 60 anos ou mais, totalizando 73,6% das mortes. No total, o Brasil registra 867.624 casos confirmados e 43.332 óbitos pela doença.

 


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/jundiai-bate-recorde-de-mortes-diarias-por-covid-19/
Desenvolvido por CIJUN