Jundiaí

Jundiaí contabiliza a quarta morte por coronavírus


A quarta morte por covid-19 foi confirmada em Jundiaí na tarde desta quinta-feira (4). Trata-se de um homem de 76 anos, cardiopata, que estava internado no Hospital São Vicente de Paulo desde o dia 23 de março e teve a morte registrada no dia 12 de abril ainda como suspeito. Outros 18 óbitos seguem sob investigação no município. Além das mortes há outros 46 casos positivos de coronavírus no município. Entre eles, 16 internados e 30 se recuperando em isolamento domiciliar com os devidos cuidados. Há ainda 191 casos suspeitos, sendo 18 óbitos sob investigação, 13 pacientes internados no município, outros três internados em cidades vizinha e 142 pacientes em casa aguardando o resultado dos exames. Familiares dos casos suspeitos identificados estão devidamente orientados pelas equipes de Saúde com relação às medidas preventivas para evitar contágio, como uso de máscaras, higienização das mãos e não compartilhamento de objetos de uso pessoal. Vale ressaltar que as mortes suspeitas são àqueles em que o paciente faleceu em quadro de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) e que dependem do resultado dos exames para serem consideradas mortes por covid-19 ou casos descartados. OFICIAIS O Ministério da Saúde anunciou nesta quinta-feira (16), em seu site oficial, que subiu para 1.924 o número de mortes pelo novo coronavírus no Brasil, sendo 188 nas últimas 24 horas. Até a última quarta-feira (15) eram 1.736 mortes. São 30.425 casos oficiais no país, segundo os dados mais recentes do governo federal, um aumento de 2.105 diagnósticos entre quarta e quinta-feira. A taxa de letalidade, que compara os casos já confirmados no Brasil com a incidência de mortes, é de 6,3%. O anúncio não significa necessariamente que 188 pessoas morreram nas últimas 24 horas. Desde o início da pandemia, o Ministério da Saúde tem somado ao balanço diário mortes ocorridas dias atrás, mas com confirmação de covid-19 no último. Vale ressaltar que São Paulo continua sendo o epicentro da doença. Há no estado o maior número de óbitos do Brasil. São 853 falecimentos, o que significa quase três vezes o número do segundo colocado, o Rio de Janeiro (300). Os estados são seguidos por Pernambuco (160), Ceará (124) e Amazonas (124).   PELA REGIÃO Juntas, as demais cidades que formam o Aglomerado Urbano de Jundiaí (AUJ) somam 107 casos suspeitos. Várzea Paulista possui dois casos positivos e nenhuma morte confirmada. Além destes, a cidade contabiliza 20 casos suspeitos, sendo oito munícipes em acompanhamento domiciliar, três internados e nove óbitos que seguem sob investigação. Outros 13 casos foram oficialmente confirmados. A Prefeitura da cidade recebeu 50 protetores faciais e outras 50 máscaras para a proteção dos profissionais de saúde do município e tem incentivado os munícipes a também utilizarem os devidos equipamentos de segurança. Em Cabreúva há um caso confirmado e até então nenhuma morte. Os casos suspeitos já são 11 e outros 13 já foram descartados. Campo Limpo Paulista já contabiliza três casos positivos, nenhuma morte confirmada e um munícipe curado. Somados, os casos suspeitos chegam a 14. Além desses dois casos foram oficialmente negativados. Itupeva possui três casos confirmados e uma morte sob investigação. Fora o óbito em análise, há ainda outros três casos aguardando o resultado de exames, o que contabiliza um total de quatro casos suspeitos. Outros cinco descartados. Louveira contabiliza dois casos confirmados, mas nenhuma morte. Há ainda 49 notificações suspeitas, 33 casos aguardando resultados e 14 negativados. Em Jarinu não há casos confirmados ou mortes por covid-19. No entanto, há nove casos suspeitos, sendo dois óbitos em investigação. Outros três casos foram descartados.

Notícias relevantes: