Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Jundiaí é a primeira do País a receber estudo sobre sustentabilidade

DA REDAÇÃO | 28/06/2019 | 13:43

O prefeito Luiz Fernando Machado apresentou, na manhã desta sexta-feira (28), o estudo “Jundiaí: visão para uma cidade mais sustentável”, realizado em parceria com a Siemens com o uso da City Performance Tool (Ferramenta de Desempenho das Cidades), tornando-se o primeiro Município do Brasil a ter a análise já concluída. “Nós planejamos um futuro em que a cidade se desenvolve de modo sustentável e inteligente. Sabemos dos desafios do presente, mas não podemos deixar de lado o planejamento para as próximas décadas”, disse o prefeito. “O relatório apresenta um estudo valioso de simulação do impacto de cenários de ações do poder público em termos de emissões de gases de efeito estufa”, completou.

O resultado do City Performance Tool não só identificou quais seriam as melhores soluções para Jundiaí atingir suas metas de sustentabilidade, como também comprovou que a implementação de tais medidas poderia acarretar impactos socioeconômicos positivos. “A redução da emissão de gases de efeito estufa para 2050 apresenta valores de cerca de 8.5% (sem utilização de soluções tecnológicas). Com o impacto da implementação dos resultados do estudo, pode-se alcançar uma redução de cerca de 22%. É quase três vezes mais”, explicou o diretor de Relações Governamentais e de Sustentabilidade da Siemens, Henrique Paiva.

Entre as soluções avaliadas pela ferramenta estão a implantação de iluminação orientada à demanda em edifícios públicos, o uso de LED na iluminação viária, ampliação do número de ciclovias e uso de ônibus elétricos na frota. “Já está em fase de elaboração o edital para uma Parceria Público-Privada que prevê a troca do parque de iluminação do Município por lâmpadas de LED, ou seja, é uma medida que está em linha com o resultado do estudo. Também pretendemos, na próxima licitação para o contrato de concessão do transporte coletivo, incluir a exigência de uso de ônibus elétricos”, afirmou o prefeito Luiz Fernando Machado.

O estudo teve início em março de 2018, sendo que o levantamento dos dados ficou a cargo da Unidade de Gestão de Governo e Finanças (UGGF). Para o gestor da área, José Antonio Parimoschi, é importante mencionar que haverá benefícios econômicos e também para a qualidade de vida das pessoas à medida que as soluções forem implantadas. “A partir do momento que a cidade emite menos gases poluentes e nocivos à saúde, as pessoas ficarão menos doentes e isso vai gerar economia de recursos. Ao gastar menos com a saúde, é possível investir mais em outras áreas”, pontuou.

Para o presidente e CEO da Siemens no Brasil, André Clark, a realização do estudo mostra que o Município está muito bem posicionado na discussão sobre crescimento sustentável, que é um debate mundial. “Enquanto a maioria das cidades está tentando sobreviver ao presente, Jundiaí planeja o futuro. A aplicação de soluções tecnológicas para reduzir a emissão de carbono tem potencial para trazer capital de boa qualidade para o Município”, destacou. “Trata-se de um trabalho que está só começando e quero ressaltar que a Siemens está à disposição da Prefeitura para contribuir para atividade econômica da cidade, sem desprestigiar a sustentabilidade”, completou.

Henrique Paiva apresentou os dados obtidos após mais de um ano de trabalho


Leia mais sobre |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/jundiai-e-a-primeira-do-pais-a-receber-estudo-sobre-sustentabilidade/
Desenvolvido por CIJUN