Jundiaí

Jundiaí inicia novo método para bloqueio viral

sentinela2-1280x854
Crédito: Reprodução/Internet
A partir da próxima segunda-feira (22), Jundiaí passará a aplicar os testes RT-PCR na população que apresentar sintomas gripais sugestivos para o Novo Coronavírus. O novo método tem o objetivo de identificar o vírus em sua forma ativa no organismo e será aplicado a partir de atendimento em Unidades Sentinelas (USs). A metodologia passa a ser aplicada a partir de deliberação do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus (CEC), da Prefeitura de Jundiaí, em decorrência da chegada do inverno e circulação de diversos vírus causadores de gripes e para o acompanhamento em tempo real da doença, possibilitando o telemonitoramento dos casos. Específico para detectar a existência de vírus ativo no organismo entre o terceiro e sétimo dia de sintoma, o RT-PCR utiliza amostras de secreções colhidas do nariz e da garganta da pessoa com suspeita de COVID-19. “Esse teste identificará se existe o vírus Sars-CoV-2 ativo no organismo. A opção por esse sistema tem relação com o período, já que estamos na época mais propensa à ocorrência de síndromes gripais e a ação de bloqueio é a resposta determinada”, ressalta o gestor da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), Tiago Texera. Aplicação Os testes visam além de reforçar as ações de isolamento social da pessoa com síndrome gripal e de seus familiares, reduzindo assim a probabilidade de contágio da população, ofertar o retrato em tempo real dos pacientes infectados pelo Sars-CoV-2 e possibilitar o planejamento das ações de intensificação de monitoramento e planejamento de leitos e ventiladores, uma vez que será amplamente utilizado pela população de risco para complicações do COVID-19. O exame não terá agendamento pelo Disque 156 Coronavírus, pelo enceramento da fase pelo Inquérito Epidemiológico, e será aplicado naqueles que buscarem por atendimento nas Unidades Sentinelas (USs) e apresentarem os sintomas de febre aferida ou sensação febril ou febre relatada, acompanhada de tosse ou dor de garganta ou coriza ou dificuldade respiratória. “A região de Saúde em que Jundiaí está inserida está na fase de aceleração da COVID-19, por isso, a testagem molecular específica deste exame proporciona o planejamento das ações e o monitoramento dos grupos de risco, já que ao detectar a infecção, a pessoa passará a contar com telemonitoramento das equipes de Saúde da Atenção Básica, garantindo a busca pelo serviço de urgência – se necessário – rapidamente”, completa o gestor.  

Notícias relevantes: