Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Jundiaí registra 106mm de chuvas, o maior volume do Estado

DA REDAÇÃO | 16/02/2019 | 16:25

Desde a noite de sexta (15) e a madrugada de sábado (16), uma chuva generalizada e persistente atingiu o município resultando em um volume de 106mm, o que fez Jundiaí ingressar no chamado “estado de atenção” pelo Plano Preventivo de Defesa Civil – Operação Chuvas de Verão. Este volume de chuva era esperado para 14 dias, considerando a média histórica do mês de fevereiro dos últimos 7 anos. Esse volume pluviométrico registrado pelo CEMADEN (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais) indica que Jundiaí foi a cidade do Estado de São Paulo que mais choveu nas últimas 24 horas.

Apesar do imenso volume pluviométrico de chuvas registrado em toda cidade, o último Boletim Meteorológico emitido pela Defesa Civil de Jundiaí, às 14h deste sábado, indica que o município foi o que mais registrou volume de chuvas fortes. “Jundiaí foi a cidade que recebeu o maior volume de águas e, em contrapartida, tivemos pequenos números de ocorrências. Isto comprova que Jundiaí está fazendo seu dever de casa em termos de prevenção”, ressalta o Coronel Gimenez, coordenador da Defesa Civil de Jundiaí. “Os órgãos municipais integrados e coesos têm feito a identificação de riscos potenciais de problemas, assim como o levantamento e mapeamento de áreas a sofrerem interferências, com a realização de ações e as devidas limpezas de córregos, desassoreamento de rios, limpeza de galerias e bocas de lobos, assim como a execução de obras preventivas. Tudo isso resulta na melhor qualidade de vida e mais tranquilidade à população”, acrescenta.

Informações sobre as chuvas

Nesta madrugada, a Defesa Civil foi acionada para acompanhar ocorrências no Parque Cidade Jardim II, onde interditou totalmente uma casa e os moradores seguiram para a residência de familiares. Na manhã deste sábado, a Defesa Civil vistoriou novamente o local e uma equipe da Unidade de Gestão de Infraestrutura e Serviços Públicos (UGISP) auxiliou na limpeza da rua e do imóvel afetado. Também houve a queda de um muro numa residência do Anhangabaú e no Jardim do Lírio, assim como a entrada de água pelos muros dos fundos de imóveis situados na Vila Galvão.

Além dos trabalhos da Defesa Civil, a UGISP também atendeu, desde a noite de ontem, seis ocorrências de quedas de árvores nos seguintes pontos: Avenida Nove de Julho, Av. Clemente Rosa (Viaduto Bandeirantes), Av. Antonio Frederico Ozanan (Vila Rio Branco), Av. Dr. Cavalcante (Centro), Rua Ernesto Pincinato (Quinta das Videiras) e Jardim Novo Mundo.

Ainda durante a tarde e noite deste sábado, a Defesa Civil segue fazendo vistorias e monitoramento em diversas áreas da cidade, protocolo exigido pela classificação de “estado de atenção”, de acordo com o Plano Preventivo, iniciado em 1º de dezembro de 2018 até 31 de março de 2019, decretado pelo prefeito Luiz Fernando Machado.

A previsão para domingo (17), de acordo com o comunicado da Defesa Civil, é de diminuição de instabilidades na parte da manhã, com retorno a tarde, com pancadas de chuva forte, principalmente na faixa leste e divisa com Minas Gerais. A partir de segunda (18), o sol volta a predominar, favorecendo a gradativa elevação das temperaturas. As chuvas retornam ao padrão de pancadas de verão entre a tarde e à noite. Podem conter pontos fortes breves, descargas elétricas e rajadas de vento.

Rui Carlos

Rui Carlos


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/jundiai-registra-106mm-de-chuvas-o-maior-volume-do-estado/
Desenvolvido por CIJUN