Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Jundiaí registra 2 mil casos de fraudes e furtos em 2017

NIZA SOUZA | 22/02/2018 | 20:18

O número de fraudes e furtos de energias, os populares “gatos”, aumentou 16,7% em Jundiaí. Segundo levantamento da CPFL Piratininga, no ano passado foram registrados 2 mil casos, ante 1,7 mil em 2016.

Os populares “gatos” causam inúmeros prejuízos para os consumidores. Foto: Alessandro Rosman

Os populares “gatos” causam inúmeros prejuízos para os consumidores. Foto: Alessandro Rosman/Jornal de Jundiaí 

Durante o ano de 2017, a concessionária afirma que conseguiu recuperar um volume de 4,985 mil MWh (Megawatt-hora) de energia furtada, número que seria suficiente para abastecer 2,769 mil famílias compostas por até quatro pessoas pelo período de um ano.

De acordo com a concessionária, o resultado é fruto da intensificação da fiscalização contra esse tipo de delito. A empresa ampliou em 44% o número de inspeções na cidade, além de adotar novas tecnologias e aplicar mais inteligência em seus processos de monitoramento e análise. Em 2017, foram executadas 8.471 mil inspeções em clientes residenciais, comerciais e industriais, frente a 5,884 mil fiscalizações em 2016.

Segundo o diretor Comercial da CPFL Energia, Roberto Sartori, o aumento da inteligência no monitoramento tem sido um grande aliado na identificação das fraudes e furtos de energia nas redes da distribuidora. “As inspeções em Jundiaí aumentaram significativamente, possibilitando a identificação de um maior número de irregularidades. A integração com os órgãos públicos e autoridades policiais tem sido fundamental nessas operações que visam o combate às ligações clandestinas”, afirma Sartori.

Crime
As fraudes e furtos de energia são crimes previstos no Código Penal. A pena pode variar de um a quatro anos de detenção. Além disso, para os fraudadores também são cobrados os valores retroativos referentes ao período em que ocorreu o roubo, acrescidos de multa.


Leia mais sobre | | | | |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/jundiai-registra-2-mil-casos-de-fraudes-e-furtos-em-2017/
Desenvolvido por CIJUN