Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Jundiaí registra quarto homicídio em 11 dias

FÁBIO ESTEVAM | 12/10/2019 | 05:02

Jundiaí registrou na noite de anteontem (10), o segundo homicídio da semana, o quarto nos últimos 11 dias – média de um assassinato a cada três dias.

Os dois primeiros foram no Jardim São Camilo, no dia 30. Já o primeiro desta semana ocorreu durante a madrugada de quinta, no bairro Horto Florestal, onde dois pedreiros se desentenderam e um matou o outro com um golpe de faca. O segundo foi já ao anoitecer, em um bar no Jardim Novo Horizonte. Um homem de 53 anos levou um tiro no rosto por um desconhecido, enquanto conversava com amigos.

Marcelino Benedito de Araujo, morador da Estrada Municipal do Varjão, estava em um bar praticamente ao lado de sua casa, conversando com amigos, quando um homem vestindo blusa com capuz entrou no bar e sem fazer qualquer menção, efetuou o disparo acertando o rosto. Logo depois fugiu do local.

Amigos da vítima telefonaram para o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e Polícia Militar, além de comunicarem o filho dele, que também esteve no local.

Apesar de o Samu ter chegado em pouco tempo, Marcelino acabou morrendo ser chance de ser socorrido. Policiais militares fizeram rondas nas imediações, mas não encontraram o autor, conforme características passadas por populares. O caso está sendo investigado por uma das equipes da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Jundiaí.

O primeiro
No caso ocorrido na madrugada, cinco pedreiros que dividiam a mesma casa se reuniram para assistir a um jogo de futebol pela televisão, ainda na noite de quarta-feira (9). Por volta da meia-noite três deles foram dormir e somente dois permaneceram na frente da TV. Eles também faziam um churrasco. Já durante a madrugada, por volta das 2h30, um dos homens que havia ido dormir se levantou e foi até onde fica a televisão e encontrou seu filho morto, com muito sangue no chão. A Polícia Militar foi chamada, assim como o investigador Ricardo, da equipe Apolo 2, da DIG. Ali mesmo ele deu início às investigações, possibilitando que o autor do crime fosse preso poucas horas depois, em Francisco Morato, pelos parceiros de equipe, Eduardo e Adilson.

O autor confessou e entregou a faca usada no crime. E disse que praticou o crime porque a vítima o abordou questionando sobre um desentendimento que ele havia tido com seu pai.

Facada e marretadas
Na madrugada do dia 30, durante um baile funk, dois homens foram assassinados no Jardim São Camilo, um com um golpe faca, e outro a marretadas na cabeça. Quando o pancadão já caminhava para o final, Klayton Castro Santos, de 22 anos, se desentendeu com Jhonny Luiz Almeida Santos Santiago, de 28 anos.

Durante a briga, Klayton deu uma facada na altura do peito de Jhonny, que morreu ali mesmo.

Após o crime, Klayton deixou o local, mas foi encontrado por dois homens que, segundo a polícia, vingaram a morte de Jhonny.

O crime, aliás, já foi elucidado. Os dois autores mataram o rapaz a marretadas e já foram identificados pela equipe Apolo 2 da DIG e estão com mandados de prisão decretados, sendo considerados foragidos.

Nesta semana houve também uma tentativa de homicídio dentro da sauna do clube Uirapuru. Dois homens de 60 anos se desentenderam e um esfaqueou o outro com quatro golpes.

A vítima foi socorrida ao Hospital São Vicente, onde passou por intervenções e seu estado é estável, sem previsão de alta médica. O autor do crime ainda não foi encontrado.


Leia mais sobre
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/jundiai-registra-quarto-homicidio-em-11-dias/
Desenvolvido por CIJUN