Jundiaí

Jundiaí tem 2 mil jazigos para sepultamento social


CEMITERIO NOSSA SENHORA DO DESTERRO DIA DAS MAES
Crédito: Reprodução/Internet
Com a explosão dos números de coronavírus em escala mundial, até mesmo a morte tem se tornado uma preocupação e nas cidades da Região, isso não é diferente. A Fundação Municipal de Ação Social (Fumas), em parceria com o Memorial Parque da Paz, possui dois mil jazigos com três gavetas cada destinados à sepultamento de interesse social. O programa permite que os munícipes tenham no cemitério particular uma sepultura pagando o mesmo valor cobrado pelos cemitérios públicos municipais. No entanto, para poder aderir às sepulturas de interesse social, é preciso passar por um encaminhamento e autorização da Fumas, uma vez que as mesmas se destinam às famílias sem condições financeiras para pagar o valor convencional. Juntos, o cemitério Nossa Senhora do Montenegro e Nossa Senhora do Desterro possuem 20 mil sepulturas no total. Só para se ter uma ideia, nos cemitérios públicos municipais, uma sepultura custa R$ 8.790. Nos últimos dois anos ainda foram construídas 45 novas sepulturas no Cemitério Nossa Senhora do Montenegro para sepultamentos imediatos. Dentre essas, 40 ainda estão disponíveis. Além das sepulturas, o Montenegro conta ainda com 600 columbários disponíveis, também chamados de gavetões, nos quais os corpos podem permanecer por até três anos, de acordo com o tempo necessário para a exumação. Vale ressaltar que os columbários possuem valor inferior se comparados às sepulturas e, após os três anos, a família tem a opção de transferir os restos mortais para a sepultura, caso haja gavetas disponíveis na mesma. Caso contrário, há ainda a possibilidade da transferência para o ossuário vide pagamento de uma taxa a cada cinco anos. PANDEMIA O contágio por coronavírus tem mudado também a dinâmica dos velórios. De acordo com o Decreto Municipal nº 28.926, de 24 de março de 2020, os velórios poderão durar apenas uma hora. Além disso, não haverá velórios noturnos, sendo o último horário de sepultamento às 17h30. Quando o óbito for suspeito, cujo laudo médico notifique a causa-mortis como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), Insuficiência Respiratória Aguda Grave ou ainda confirmado por coronavírus, o sepultamento será feito imediatamente.  

Notícias relevantes: