Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Jundiaí tem 244 novos casos de dengue em uma semana

COLABORAÇÃO DE MARIANA CHECONI | 27/04/2019 | 05:00

Com 903 casos confirmados de dengue e 2.103 notificações de suspeita, Jundiaí vive um surto da doença. Na última semana, 244 casos da doença foram confirmados na cidade, segundo o boletim divulgado ontem pela Vigilância Epidemiológica (VE), órgão ligado à Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS). Um aumento de 37% em relação ao boletim epidemiológico divulgado na semana passada.
De 1° de janeiro a 26 de abril foram registrados 903 casos positivos. Deste montante, 843 são autóctones, ou seja, contraídos na cidade.
Os bairros com maior ocorrência são Novo Horizonte (225 casos), São Camilo (216), Vila Aparecida (54), Ponte São João (47) e Vila Nambi (27). A Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ), órgão da UGPS, informa que mantém as ações de investigação epidemiológica a partir de notificações de casos suspeitos registrados, buscas ativas, orientação e eliminação de criadouros e ações de bloqueio, conforme a identificação avaliada pela equipe técnica. Neste sábado (26) será realizada ação pelas equipes da UVZ na região da Ponte São João. Ao todo foram registrados 2.103 notificações de suspeita, número que é considerado fundamental para o trabalho de vigilância em saúde.
Em relação à chikungunya, há sete casos suspeitos e um ainda aguarda resultado. Não há registros de casos de zika e febre amarela.
A UGPS, por meio da UVZ e VE, disponibiliza semanalmente boletim informativo para acompanhamento de ocorrências das arboviroses dengue, zika, chikungunya e febre amarela durante o período de maior transmissão (janeiro a maio).
O informativo tem por objetivo não somente manter a transparência das informações como alertar a população aos cuidados para evitar os criadouros dos mosquitos Aedes aegypti, vetor transmissor das doenças, além dos profissionais de saúde sobre a atenção aos sintomas que são febre alta repentina, dores nas articulações, dor no fundo dos olhos e, em alguns casos, vermelhidão no corpo.
Todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Prontos Atendimentos (PAs) e Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Vetor Oeste estão aptos a fazer o diagnóstico e orientação sobre o tratamento, que deve ser repouso, hidratação e medicação para o controle dos sintomas.

PMJ

PMJ


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/jundiai-tem-244-novos-casos-de-dengue-em-uma-semana/
Desenvolvido por CIJUN