Jundiaí

Jundiaí terá abrigo para moradores em situação de rua


MORADORES DE RUA PONTE SAO JOAO PROXIMO A IGREJA DA POMTE MORADOR DE RUA MIJANDO NO RIO
Crédito: Reprodução/Internet
Jundiaí irá implantar um abrigo emergencial para abrigar pessoas em situação de rua no município. A iniciativa é da Unidade de Gestão de Assistência e Desenvolvimento Social (UGADS), que informa que a medida leva em conta as orientações do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus (CEC), considerando que esse público não pode seguir a recomendação de permanência em residência. O abrigo será instalado durante este final de semana (28 e 29) no Complexo Esportivo Jardim Ângela, localizado na Vila Aparecida, e deve iniciar suas operações logo no início da próxima semana, por meio de parceira com a Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS) e da Guarda Municipal (GM) de Jundiaí. O espaço irá funcionar durante 24 horas, e será voltado para o abrigamento de adultos, somente para encaminhados pelo Centro Pop e do Serviço Especializado de Abordagem Social (SEAS), desenvolvido pelo Serviço de Obras Sociais (SOS), contratado pela Prefeitura. O espaço deverá funcionar com capacidade limitada de abrigados, atendendo a demanda já estudada como necessária no município pelo SEAS ao longo da última semana e pelos estudos que a Vigilância em Saúde da UGPS irá fazer no local durante a montagem. No local, além do atendimento técnico e pernoite, serão oferecidas refeições, banhos e materiais de higiene. Também será organizado cronograma de atividades, a fim de buscar a permanência dos usuários, evitando assim a sua circulação pelas ruas. Todo munícipe que visualizar alguém em situação de rua deve acionar o telefone da abordagem social pelo número (11) 98531-0146, para que seja realizada a busca ativa. O atendimento no Centro Pop continua normalmente, onde seguem sendo servidas refeições, além das ofertas de banhos e de higienização de mãos com álcool gel. Também ampliou-se a oferta de recâmbios, que são as destinações dos indivíduos para seus municípios de origem, desde que estabelecido o contato com o familiar ou responsável pelo acolhimento no destino. A média mensal de usuários que acessam o Centro Pop é de 350 pessoas. Os interessados em contribuir com doações podem levar até o equipamento, que fica na rua Marechal Deodoro da Fonseca, 504, Centro, água sanitária, álcool gel, sabão em pó, sabonetes, toalhas de banho, roupas em geral e artigos para a higiene oral (escovas e pastas de dentes). O Centro Pop recebe também, por meio de parceria com Departamento do Bem-Estar Animal (Debea), ração para os cachorros dos usuários do serviço.

Notícias relevantes: