Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Jundiaiense é recordista mundial de cubo mágico

COLABORAÇÃO DE LIGIA ANDRADE | 22/12/2018 | 05:04

Vicenzo Guerino Cecchini, jundiaiense e competidor de cubo mágico, já possui mais títulos que idade. Aos 13 anos, conquistou mais de 130 medalhas, 14 recordes brasileiros, 3 sulamericanos e 2 mundiais. O talento com o manuseio do cubo mágico, considerado por muitos como impossível de ser solucionado, já foi demonstrado por Vicenzo, oficialmente, 2210 vezes. No ano que vem, o jovem pretende montá-lo mais uma vez na Austrália, durante sua mais nova meta: o Campeonato Mundial de Cubo Mágico.

A trajetória de títulos do jovem talento começou quando Vicenzo viu uma amiga, ainda aos nove anos de idade, mexendo em um cubo mágico. Interessado pela brincadeira, comprou um para ele e, a partir de então, não o largou mais. Débora Guerino, mãe de Vicenzo, conta que o cubo acompanhava seu filho a todos os lugares que iam, até mesmo no consultório do dentista, e, após alguns vídeos no youtube e algoritmos aprendidos, Vicenzo começou a participar de competições.

A primeira que participou foi a Oficina Open, em Campinas, na qual Vicenzo não subiu ao pódio. O recordista mundial conta, no entanto, que essa foi uma das competições mais importantes de sua vida, pois foi a partir dela que se motivou a treinar mais e mais as soluções do cubo mágico.  Neste ano, Vicenzo conseguiu bater os recordes mundiais de Square-1, na modalidade single (melhor tempo) e medium (melhor média de tempo), em São Bernardo do Campo. O tempo do single foi de apenas cinco segundos, e a média, 6.33 segundos.

Para o ano que vem, pretende competir no Campeonato Mundial, que acontecerá na Austrália. O atual dono do título é na modalidade Square-1 é Jayden McNeill, de 23 anos. Com 10 anos a menos, Vicenzo não se intimida. “O que eu quero na verdade é ganhar uma medalha. O título seria legal, mas eu quero conseguir a medalha”. Para isso, busca patrocinadores e pessoas que contribuam em seu objetivo de ir à Austrália, por meio de uma vaquinha online.

Vicenzo participa de diversas categorias nos campeonatos: 2×2 até o 7×7, 3×3 com uma mão, com os pés, com os olhos vendados, em menos movimentos, 4×4 e 5×5 com olhos vendados, Pyraminx, Megaminx, Skewb, Square-1. Para cada uma, algoritmos diferentes. “No vendado, cada peça tem uma letra e eu vou formando uma palavra com elas. Eu formo uma historinha e, quando abaixo a venda, eu me lembro dela. Vou fazendo isso com todas as letras”, explica seu método para montar o cubo mágico sem enxergá-lo.

De Jundiaí, já viajou para estados como Fortaleza, Minas Gerais e Brasília, conquistando títulos, medalhas e experiência. Focado no Mundial, Vicenzo passa horas estudando seus movimentos e se preparando para, quem sabe, ser o melhor do mundo em 2019.

Rui Carlos

Rui Carlos


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/jundiaiense-e-recordista-mundial-de-cubo-magico/
Desenvolvido por CIJUN