Jundiaí

Jundiaiense no Peru, na expectativa de retorno ao Brasil


ana leticia em cusco 1 (1)
Crédito: Reprodução/Internet
A advogada jundiaiense Ana Letícia Pessanha Prado Bortolini pode deixar Cusco, no Peru, ainda na tarde de sábado (21). Desde o dia 12 de março ela está no país, e com a progressão do coronavírus (covid-19) em escala global, a restrição de circulação foi decretada. Ao todo, pela contagem feita informalmente, são 180 brasileiros que aguardam, no aeroporto da cidade. O clima é de apreensão e ansiedade. Muito dos turistas que aguardam a possibilidade de retorno, estão usando máscaras descartáveis como prevenção. Em um dos vídeos, que Ana Letícia encaminhou, a polícia local, também usando máscaras, se posicionaram com escudos para garantir ordem e a segurança na área da fila. “Estamos em 180 brasileiros. Um avião já resolve”, destaca Ana Letícia. A expectativa surgiu com a notícia de que sairiam três aeronaves de Cusco e também pelo fato de outro avião ter decolado com assentos vagos. “Um dos aviões seriam de pessoas que estão com o nome em uma lista. Eu e meus amigos estamos com o nome em uma segunda lista, porém ainda não chamaram, mas resolvemos vir aqui para a fila do aeroporto para tentarmos embarcar em um desses voos”, comentou. No aeroporto, o grupo foi informado de que era apenas um voo. “A embaixada do Brasil no Peru não orientou nada. A informação veio dos grupos de Whatsapp, de pessoas que vieram hoje de manhã e que estavam com o nome na lista. Nos chamaram, pelas informações que haviam mais dois voos”, disse a advogada. Sem embarque Por volta das 16h50, Ana Letícia informou que o grupo não conseguiu embarcar. Decolou apenas uma aeronave e a polícia de Cusco disponibilizou transporte para a Praça das Armas, destino comum dos turistas. Ela e o grupo de amigos pegaram um ônibus coletivo comum e retornaram para o hostel em que estão hospedados. “Infelizmente não embarcamos. Foi um avião só. Estou exausta. Ver o avião subindo e não ter outras aeronaves. Agora é aguardar novas informações e a convocação oficial.”, finalizou a advogada.

Notícias relevantes: