Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Sem diretores, Ciretran está com serviços atrasados em Jundiaí

Kátia Appolinário, especial para o JJ | 04/07/2018 | 14:07

Veículos presos nos pátios, carteiras de habilitação suspensas e atendimentos transferidos para outras cidades. Essas são algumas das reclamações dos usuários dos serviços do Ciretran que o Jornal de Jundiaí tem recebido nos últimos dias. M. S. teve sua moto apreendida no pátio do Detran há uma semana e desde então não conseguiu recuperá-la. N. A. passa pelo mesmo problema. “Minha moto está presa, encaminharam meu caso para Campinas e me disseram que não há nenhuma previsão para que essa situação se desenrole”, afirma.

De acordo com os usuários, a justificativa do 24º Ciretran é de que alguns dos serviços não estão sendo realizados em função da falta de funcionários. A assessoria de imprensa do Detran em São Paulo confirma a defasagem de funcionários, mas nega que isso esteja prejudicando o atendimento ou suspensão de quaisquer serviços ao público, com exceção de casos específicos.

CARGOS COMISSIONADOS
O órgão informa que os cargos de diretores foram extintos pela Lei Complementar nº 1.195, de 2013, que visava excluir todos os cargos comissionados, e por isso estão vagos na unidade de Jundiaí. O Detran alega que as devidas providências já estão sendo tomadas, e que justamente por essa defasagem, alguns atendimentos estão sendo direcionados ao superintendente do Ciretran de Campinas, que é quem assume as responsabilidades na ausência de diretores.

Corre na Assembleia Legislativa de SP o projeto de lei 24/2018, que prevê a prorrogação desses cargos que estão suspensos. O projeto teve a apreciação adiada duas vezes, e aguardava para ser analisado na tarde desta quarta-feira (4), o que não ocorreu até o fechamento desta edição.

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS DA CIDADE

Foto: Rui Carlos/Jornal de Jundiaí

Foto: Rui Carlos/Jornal de Jundiaí


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/jundiaienses-reclamam-de-falta-de-atendimento-no-ciretran-detran-confirma-falta-de-funcionarios/
Desenvolvido por CIJUN