Jundiaí

Linha de transmissão afetará propriedades rurais


2014-09-23_07-01-42_1
Crédito: Reprodução/Internet

A Prefeitura de Jundiaí inicia nesta terça-feira (23) um alerta sobre o projeto de uma nova linha de transmissão elétrica, entre Paraná e São Paulo, com um trecho no município. Entre esses impactos está a inviabilização de parte das atividades rurais do histórico bairro do Traviú. Hoje será realizada uma reunião com moradores e secretários. O encontro será às 19 horas, na sede da Associação Amigos de Bairro, na rua Luís Carbonari.

Este traçado, segundo nota divulgada pela Prefeitura, é uma ameaça inclusive a programas de agricultura e turismo rural. A administração fez uma intervenção para suspender a instalação de piquetes e trabalha para mudar o traçado do projeto.

Fundado por imigrantes italianos no final dos anos 1800, o local foi um dos centros de evolução da uva Niagara Rosada na década de 1930 e manteve boa parte de suas características mesmo com a intensa pressão imobiliária metropolitana no século 21.

As pequenas propriedades agrícolas, entretanto, podem ser inviabilizadas pela faixa linear de 70 metros de largura. De acordo com a primeira análise, os estudos feitos pela empresa responsável não consideraram que a estrutura das videiras ainda exige arame para ser viabilizada, material proibido no entorno da nova linha de transmissão.

O projeto, aprovado em leilão federal de novembro de 2013, é do consórcio formado pelas empresas estatais Copel e Furnas, com extensão de 882 quilômetros entre Campo Largo (PR) e Atibaia (SP), com extensão até Araraquara. O nome comercial do consórcio é Sistema Mata de Santa Genebra e projeto está em fase de orientação para o Estudo de Impacto Ambiental, que conta geralmente com poucas audiências públicas depois de elaborado.


Notícias relevantes: