Jundiaí

Mais de 50% das empresas alimentícias e de bebidas foram afetadas pela greve, diz presidente de sindicato

Mais de 50% das empresas do setor alimentício e de bebidas em Jundiaí e região já foram afetadas pela greve dos caminhoneiros, que completa nesta terça-feira (29) o seu 9º dia. A reportagem do Jornal de Jundiaí acabou de obter a informação junto ao presidente do Sindicato dos Alimentícios e Bebidas de Jundiaí e região, Edilson Carvalho. REFLEXOS DA CRISE NESTE TERÇA-FEIRA (29) PREJUÍZO NO COMÉRCIO EM JUNDIAÍ E REGIÃO Segundo ele, o sindicato atende aproximadamente 500 empresas deste segmento em Jundiaí e região. “Neste momento, as principais dificuldades das empresas ficam por conta da falta de matérias primas, insumos e transporte para funcionários”, descreve. Edilson Carvalho explicou, ainda, que essas empresas estão se adequando ao momento do país. “Elas já estabeleceram contato com o sindicato, com objetivo de não contrair problemas trabalhistas, pois seus funcionários não estão podendo atuar e as empresas não conseguem servir as refeições para os trabalhadores”, ressalta. Por fim, o presidente do sindicato ressaltou que grande parte dessas empresas estão parando suas atividades nesta semana e só retornarão na próxima segunda-feira, 4 de junho.

Notícias relevantes: