Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Mais uma escola pública de Jundiaí é invadida e tem objetos roubados

ANGELO AUGUSTO | 25/07/2019 | 05:02

Mais uma escola foi alvo de invasão em Jundiaí. Na madrugada de quarta-feira (24) a Escola Estadual Dr Antenor Soares Gandra, localizada no centro de Jundiaí (SP), foi saqueada. Os criminosos levaram diversos objetos da instituição e a unidade ficou sem energia por algumas horas, pois parte da fiação foi furtada. Não houve vítimas devido ao período de férias escolares e não havia nenhum guarda ou funcionário presente no local no momento da invasão. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

Este é o segundo assalto a escolas da cidade em menos de uma semana. A Emeb Celsina Pazinato, na Vila Comercial, já havia sido alvo de arrombamento na última quinta-feira (18). Também não havia alunos, educadores ou seguranças no local por conta do período de férias. Segundo informações, a escola é monitorada apenas por um sistema de alarmes. Os assaltantes levaram das salas de aula três televisores e um computador de mesa, além da quantia de R$ 263 em dinheiro, pertencente à caixinha da escola. A polícia foi chamada e um boletim de ocorrência foi registrado.

Ainda não há informações concretas sobre os criminosos em ambos os casos e também não se sabe se eles possuem algum tipo de ligação.

A Diretoria Regional de Ensino de Jundiaí lamentou, em nota oficial, que a Escola Estadual Dr. Antenor Soares Gandra tenha sido vítima de vandalismo. “A unidade está levantando os prejuízos causados. Todas as escolas estaduais contam com a parceria da Ronda Escolar e foi solicitado reforço no policiamento. Atualmente estamos em período de férias e as aulas recomeçam no dia 31 de julho.”

Mais Segurança
O Governador João Doria e os Secretários da Educação e da Segurança Pública, Rossieli Soares e General João Camilo Pires de Campos, anunciaram, no início do mês, o programa Escola Mais Segura: um pacote de medidas para aumentar a segurança nas escolas estaduais. Na segunda forma de atuação, duplas de policiais farão o patrulhamento a pé, no entorno das escolas. Cada dupla cuidará de até três unidades, com possibilidade de contratação de até 432 policiais e investimento de R$ 18 milhões.

O programa ainda prevê o envio de Projeto de Lei para adoção de medidas de promoção à segurança e proteção de professores e demais servidores que atuam nas escolas estaduais de São Paulo. O objetivo é responsabilizar alunos e, se necessário, os responsáveis por alunos com menos de 18 anos que causarem dano ao patrimônio público escolar.


Leia mais sobre |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/mais-uma-escola-publica-de-jundiai-e-invadida-e-tem-objetos-roubados/
Desenvolvido por CIJUN