Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Mata ciliar tem diminuição de doações durante pandemia

Nathália Sousa | 29/04/2020 | 05:53

Os animais da Associação Mata Ciliar estão sentindo os impactos gerados pela covid-19, já que, por conta da pandemia, as doações feitas à entidade diminuíram significativamente nos últimos dois meses.
A forma mais eficiente adotada pela Mata Ciliar para arrecadação de doações é o apadrinhamento de animais. Segundo Samuel de Oliveira Nunes, assessor de comunicação da entidade, dos quase mil animais que são atendidos atualmente na unidade, cinco estão esperando por padrinhos, pois não podem voltar para a natureza. São eles uma arara, um lobo-guará, uma onça-parda, um bugio e uma jaguatirica. Todos têm fotos no site da associação.

“A quantidade de padrinhos que a gente tem hoje não é a ideal, mas é muito importante para tapar alguns buracos, principalmente em alimentação e custeio de remédios, que são muito caros”, conta Nunes. Indivíduos podem apadrinhar os bichos e em troca recebem periodicamente informações sobre o animal adotado. Empresas também podem apadrinhar e receber em troca, além das informações do animal, a exibição da logomarca da empresa como parceira da associação.

A associação também recebe verbas mensais da Prefeitura de Jundiaí, por meio da Unidade de Gestão de Educação e da Unidade de Gestão de Planejamento Urbano e Meio Ambiente. Estes repasses continuam, por conta dos serviços de conservação da biodiversidade e educação ambiental, prestados pela entidade.

Com as aulas suspensas nas escolas municipais, a associação pretende elaborar vídeos para que a educação ambiental continue, mesmo durante o isolamento.

Antes da pandemia a Mata Ciliar recebia cerca de 12 animais por dia. Embora os resgates tenham diminuído neste período de isolamento social, pois a quantidade de atropelamentos, por exemplo, caiu bastante, a associação ainda recebe animais. “Na semana passada a gente foi resgatar uma onça. Recebemos nesta semana filhotes de lontra e um sagui atropelado”, conta Cristina Harumi Adania, médica veterinária e coordenadora de fauna da Associação Mata Ciliar.
Quanto aos serviços, o programa de voluntariado foi suspenso e apenas os colaboradores e estagiários continuam atuando no tratamento dos animais. “Dividimos os colaboradores em duas turmas, cada uma trabalhando durante 15 dias seguidos. Eles ficam lá por esse tempo e depois ficam os outros 15 dias em casa, é uma forma de ficarem protegidos”, diz Cristina.

“Pedimos aos fornecedores que venham de máscara. Higienizamos tudo o que chega antes de levar para os freezers”, diz a veterinária sobre os cuidados com os animais, ainda mais agora que há registro de casos de covid-19 entre felinos, segundo Harumi.

SERVIÇO
Informações para quem deseja adotar um animal estão disponíveis no site da Mata Ciliar através do endereço mataciliar.org.br. Para pessoas físicas, os valores para adoções são de R$ 20 mensais durante um ano. Para empresas é necessário preencher um formulário no site solicitando uma proposta.

 


Leia mais sobre
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/mata-ciliar-tem-diminuicao-de-doacoes-durante-pandemia/
Desenvolvido por CIJUN