Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Matrículas de tempo integral aumentam 22% em Jundiaí

VINICIUS SCARTON | 02/02/2019 | 08:07

O número de matrículas para o ensino fundamental, com abrangência do 1º ao 5º ano em escolas de tempo integral, aumentou 22% na Rede Municipal de Jundiaí. De acordo com a gestora da Unidade de Gestão de Educação, Vasti Ferrari Marques, em 2018 foram efetuadas 3.331 matrículas e neste ano, 4.086.

Um conquista para o município, enquanto os números no Brasil registram queda. De acordo com os dados do Censo Escolar de 2018 divulgados esta semana pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o percentual de matrículas em tempo integral em escolas públicas, ou seja, de estudantes que passam sete horas diárias na escola, participando de diversas atividades, caiu no ensino fundamental. O percentual de matrículas em tempo integral passou de 16,3% no ensino fundamental, nas escolas públicas, em 2017 para 10,9% em 2018.

Em jundiaí, partir deste ano, 11 unidades escolares atuam neste formato. “O aumento das matrículas é atribuído a alguns motivos, entre eles a Emeb Pedro Clarismundo Fornari, localizada no bairro Rio Acima, que passou a fazer parte do ensino de tempo integral em 2019”, explica Vasti. “Também entendo que o ensino integral é uma necessidade das escolas que estão nas bordas da cidade, onde as crianças precisam de um repertório cultural ampliado e, como educadores da Rede Municipal, podemos levar esse trabalho, metodologia e aplicabilidade”, completa a gestora.

Vasti explica que os alunos permanecem na escola de ensino de tempo integral por 9 horas diárias, das 7h30 às 16h30. “Essas escolas oferecem um ensino de qualidade, com uma proposta totalmente diferenciada de uma escola de período parcial, por meio de um projeto pedagógico unificado entre todas as unidades, oferecendo as mesmas oportunidades em cada escola”, confirma.

Atualmente, as escolas de tempo integral oferecem aos alunos duas aulas de artes, música, dança e teatro. “Além disso, por meio da proposta de integração entre as crianças de diferentes faixas etárias, são realizadas oficinas, conforme o interesse e a escolha do aluno no bimestre”, comenta.

A integração desenvolvida através desta iniciativa tem gerado resultados satisfatórios de ensino, de acordo com Vasti. “A partir deste convívio e respeito entre os alunos de diferentes grupos de faixa etária, a alfabetização acontece de uma maneira mais rápida, gerando um novo perfil entre as crianças que deve perpetuar em sua vidas”, diz.

O ensino fundamental (do 1º ao 5º ano) em escolas de tempo integral é oferecido pelas Emebs Antonio Adelino Marques da Silva Brandão (Morada das Vinhas), Aparecida Merino Elias (Medeiros), Professor Fabio Rodrigues Mendes (Engordadouro), Professora Janet Ferreira Prado (Vila Nambi), Professor João Luiz de Campos (Jardim Florestal), Professora Judith Almeida Curado Arruda (Cidade Nova I), Professor Luiz Biela de Souza (Santa Gertrudes), Odila Richter (Bom Jardim), Pedro Clarismundo Fornari (Rio Acima), Rotary Club (Anhangabaú) e Ruth Sirilo (Pedra Santa). As aulas da Rede Municipal de Ensino terão início no dia 11 de fevereiro.

Foto: Agencia Brasil

Foto: Agencia Brasil


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/matriculas-de-tempo-integral-aumentam-22-em-jundiai/
Desenvolvido por CIJUN