Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Maxi reabre, mas praça de alimentação permanecerá fechada

| 26/05/2014 | 20:12

A praça de alimentação do Maxi Shopping Jundiaí continuará fechada por aproximadamente uma semana. Mas desde esta segunda-feira (26), 70% dos serviços estão abertos ao público, entre lojas, bancos, cinemas, supermercado, Polícia Federal e outros. O fluxo de pessoas foi baixo no primeiro dia de reabertura.

De acordo com o gerente de operações do Maxi, Pedro Pessini, ainda não há resposta sobre o seguro. “O regulador do seguro tem vindo diariamente visitar todas as áreas, inclusive lojas, mas ainda não sabemos o que vai cobrir”, afirmou.

Também não foi concluído o laudo da perícia técnica com a causa do incêndio que destruiu a loja Centauro, na madrugada de quarta-feira passada (21). Além da loja de materiais esportivos, as chamas consumiram o sistema de distribuição de água, energia elétrica e gás que abastece a praça de alimentação, motivo pelo qual os estabelecimentos permanecem fechados.

Pessini estima uma semana para que esse sistema seja reconstruído e, com isso, o setor seja reaberto. A loja C&A, segundo local mais prejudicado por ficar logo abaixo da Centauro, deve reabrir em duas semanas. “O problema é que a Centauro está sem teto, então ainda não é seguro abrir, porque pode chover. Mas a reforma já começou.”

Já as obras da Centauro deve demorar de 30 a 90 dias. “Nos corredores perto das duas lojas não houve comprometimento da estrutura, mas a água derrubou o forro. Primeiro temos que refazer o gesso, depois pintar, colocar as luminárias e então limpar os corredores para que as pessoas possam andar com segurança.”

A área atingida está cercada por tapumes e algumas lojas mais próximas à barreira também continuam fechadas, todas ocupadas com pequenas reformas internas. É o caso da joalheria dirigida por Reinaldo Miguel Sisto, que deve abrir hoje. “A fuligem estragou muita mercadoria, ainda estamos contabilizando.”

Prejuízo não calculado – Ainda não há estimativa do prejuízo estrutural do shopping e as lojas estão contabilizando peças estragadas. “Algumas roupas ficaram sujas, mas isso é possível lavar. O pior é o cheiro de queimado que, dependendo do tecido, não sai. Não sabemos se vamos doar esse material, isso será decidido de acordo com o que o seguro disser. Talvez o seguro confisque essas peças”, avaliou o proprietário de uma loja de roupas, Alexandre Lisboa Lima.

Localizada entre duas lojas que tiveram diversos danos estruturais e permanecem fechadas, uma loja de roupas saiu praticamente intacta. “Em uma parede caiu um pouco de água e molhou cerca de 100 peças, mas mandamos para a lavanderia e está tudo certo”, contou a gerente Tatiane Cavaliero.

Para a gerente de uma loja de telefonia, foi uma surpresa descobrir que nem mercadorias, nem aparelhagem foram danificadas. “A loja estava um pouco suja, mas nada além disso. Nós estamos funcionando a todo vapor”, disse a gerente Marie Rodrigues.

Diariamente circulam em média 28 mil pessoas pelo Maxi Shopping. E na loja de roupas infantis em que Thais Teodoro é gerente, isso representa um faturamento diário de R$ 4 mil, podendo ultrapassar os R$ 10 mil aos sábados. “Nós tivemos umas 120 peças estragadas, mas o maior prejuízo é ficar fechado todos esses dias. Acho que agora, mesmo aberto, vai demorar para que o movimento volte ao normal.”

O pedreiro Adalberto Damário de Oliveira passava pelo shopping quando notou que já estava aberto. “Precisava resolver um problema de telefonia e entrei. Ainda bem que reabriu, fazia falta. O problema é o cheiro de queimado, que permanece bem forte.”

Promoção – A promoção de Dia dos Namorados teve início desta segunda-feira (26). Diariamente serão sorteadas uma TV e um home theater, sempre às 17h. A cada R$ 300 em compras o cliente ganha um cupom.


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/maxi-reabre-mas-praca-de-alimentacao-permanecera-fechada/
Desenvolvido por CIJUN