Jundiaí

Médico baleado recebe alta depois de um mês

2014-10-22_07-13-52_1
Crédito: Reprodução/Internet

O urologista Anuar Ibrahim Mitre, 65 anos, baleado por um paciente em um consultório próximo ao hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, recebeu alta do hospital em que estava internado há mais de um mês. Anuar é professor na Faculdade de Medicina de Jundiaí(FMJ). A informação é da Folha de São Paulo.
O Sírio-Libanês, onde Mitre trabalha, informou que o médico está "em franca recuperação e seguirá em acompanhamento ambulatorial".

O caso aconteceu no quarto andar do edifício Medical Center, com consultórios particulares. Além do tiro na cabeça, Mitre foi baleado nas costas e no braço. O urologista foi baleado por Daniel Edmans Forti, que também era médico, no Rio de Janeiro. Segundo o conselho de medicina, no entanto, seu registro havia sido cancelado. Daniel era paciente de Mitre há anos e depois do crime, se matou.

Anuar Ibrahim Mitre é membro do Conselho Consultivo do Instituto de Ensino e Pesquisa do Sírio-Libanês. Ele também é professor associado de urologia da Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo) e da FMJ. Mitre é ainda especialista em cirurgia robótica.


Notícias relevantes: