Jundiaí

Monitoramento de Aterro Sanitário é feito diariamente

Foto: PMJ
Crédito: Reprodução/Internet
Desde a sua criação, em outubro de 1986, o Consórcio Intermunicipal do Aterro Sanitário (Cias) recebeu resíduos na ordem de 2,5 milhões de toneladas aproximadamente em área de 128 mil metros quadrados, na cidade de Várzea Paulista. Atualmente, o consórcio realiza trabalho diário de monitoramento da área com o objetivo de manter a qualidade e a recuperação do passivo ambiental gerado, dando cuidado adequado aos detritos em decomposição. Os resultados são apresentados trimestralmente ao Ministério Público e à Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), de forma prestar contas do trabalho realizado. CLIQUE AQUI E LEIA OUTRAS NOTÍCIAS SOBRE JUNDIAÍ Composto pelas cidades de Jundiaí, Várzea Paulista, Cajamar, Campo Limpo Paulista, Louveira e Vinhedo, o Cias é responsável por cuidar do passivo do Aterro Sanitário, encerrado em 2006. De acordo com Hélio Frigeri, a área passa por verificações de diferentes tipos. “O terreno tem a medição da emissão de gás feita diariamente. Dessa forma é possível identificar qualquer tipo de alteração no espaço, e agir de forma preventiva. Também é feito o acompanhamento na movimentação do maciço para que se identifique a necessidade de interferência ou não no corpo de resíduos, por exemplo”, comenta. As medições ainda são compostas por análises das águas superficiais e subterrâneas, leituras de níveis piezométricos (pressões) entre outros itens. [caption id="attachment_34317" align="aligncenter" width="1323"]Foto: PMJ Foto: PMJ[/caption]

Notícias relevantes: