Jundiaí

Morcego com raiva assusta moradores


MORCEGO NA PONTE SAO JOAO RAIVA ROSANA BRIGIDO PATELLI
Crédito: Reprodução/Internet
Os moradores da Ponte São João ligaram o sinal de alerta nesta semana, depois de confirmado o teste no diagnóstico para raiva em um morcego encontrado no bairro. A doença acomete mamíferos, principalmente cães e gatos, e é retransmitida ao ser humano por meio destes animais. A raiva, quando diagnosticada em humanos, raramente tem seu quadro revertido, levando o paciente a óbito em quase 100% dos casos, de acordo com o Ministério da Saúde. Uma das moradoras do bairro, Florisa Sorsi, de 66 anos, se preocupa com o ocorrido, mas garante que, pelo menos na sua residência, a imunização dos seus três cães está garantida. “A gente não pode deixar de imunizar, mas por aqui eu vacino sempre, então, não me preocupo muito. Mas a vizinhança tem de ficar atenta”, diz Florisa. A Unidade de Vigilância de Zoonozes de Jundiaí (UVZ) afirma que testou positivo para seis casos na cidade: Parque Centenário, Champirra, Água Doce, Torres de São José, e agora a Ponte São João. “O encontro de um morcego positivo para raiva, apesar de raro, ocorre naturalmente de tempos em tempos. Em todas as situações foram realizadas medidas preventivas para detecção precoce de outros indivíduos”, explica o veterinário da unidade, Luis Gustavo Grijota Nascimento. A dona de casa Rosana Brígido Patelli, de 54 anos, também é uma daquelas que não perde tempo quando o assunto é a saúde dos cães e da família. Ela também é tutora de três animais, e nunca deixa de preencher a carteira de vacinação. “A última vacina, z9, foi dada em fevereiro. Nunca deixo eles na mão”, garante, referindo-se à dose que imuniza, além da raiva, outras oito enfermidades animais. EM HUMANOS De acordo com o Ministério da Saúde, entre 2010 e 2018, foram registrados 36 casos de raiva humana no Brasil, sendo que em 2014 não houveram registros. Desses casos, nove tiveram o cão como animal agressor, quatro por primatas não-humanos, três por felinos, 19 por morcegos e em um deles não foi possível identificar o animal causador da patologia. [caption id="attachment_72390" align="alignleft" width="350"] Rosana Poletto nunca deixa de preencher a carteira de vacinação de seus três cachorros. “Sempre em dia”[/caption] [caption id="attachment_72389" align="alignleft" width="378"] Sexto morcego com raiva foi encontrado em Jundiaí e ligou sinal de alerta por parte da zoonozes e também moradores[/caption]

Notícias relevantes: