Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Mortes no trânsito aumentam 22% e acidentes com motos são os principais vilões

GUSTAVO AMORIM | 20/06/2018 | 05:00

O número de mortes por acidentes de trânsito em Jundiaí aumentou 22% entre janeiro e maio de 2018 em comparação ao mesmo período de 2017. Este ano, foram 33 mortes e no ano passado, 27. O levantamento foi feito com base nas informações do Infosiga – Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, órgão ligado ao Governo do Estado de São Paulo, divulgadas ontem. O órgão divulga mensalmente os dados de acidentes fatais nos municípios paulistas. O que mais chama a atenção nos dados é o aumento no número de acidentes com vítimas fatais envolvendo motocicletas. Foram 13 mortes de janeiro a maio de 2017 ante 19 em 2018, crescimento de 46%.

CLIQUE AQUI E LEIA OUTRAS NOTÍCIAS SOBRE JUNDIAÍ

Gestor da Unidade de Gestão de Mobilidade e Transporte da Prefeitura de Jundiaí, Silvestre Ribeiro destaca que a administração municipal precisará promover mais ações para tentar coibir esse tipo de acidente. “Primeiramente, vamos depurar os dados relativos a esses acidentes para entendê-los melhor. Precisamos questionar se há embriaguez, imprudência do motociclista ou do motorista, condição do veículo, para de fato identificar a motivação desses acidentes”, diz o gestor.

Segundo Silvestre, esse trabalho será feito em no máximo duas semanas junto ao Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, para então ações específicas serem realizadas. “O ideal é não termos vítimas. O Maio Amarelo (mês de conscientização de segurança no trânsito) é um mês que intensificamos as visitas em escolas e empresas. Mas com esses dados melhor apurados, vamos entender como e onde devemos agir. Mas certamente será dentro da campanha que já realizamos ao longo do ano”, explica Silvestre.

NÚMEROS
Apenas em maio deste ano, foram oito mortes na cidade – cinco envolvendo motos, dois motoristas ou passageiros em carro e um pedestre. Os óbitos ocorreram 50% em vias municiais e outros 50% nas rodovias que cortam a cidade. Ainda em maio, 87,5% das vítimas eram do sexo masculino, enquanto 12,5% do sexo feminino. Em 75% dos casos, a pessoa que perdeu a vida estava conduzindo o veículo. Neste ano, a segunda maior vítima de acidentes de trânsito é o pedestre, segundo o Infosiga. Foram sete vítimas entre janeiro e maio. Além disso, a maioria dos acidentes (11) é registrada no período matutino (entre 6h e 12h), e nos finais de semana (domingo e sábado.

ACIDENTE DE MOTO COM VITIMA FATAL NA RODOVIA DOS BANDEIRANTES KM 61


Leia mais sobre | | |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/mortes-no-transito-aumentam-22-e-acidentes-com-motos-sao-os-principais-viloes/
Desenvolvido por CIJUN