Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Motociclistas são responsáveis por maioria das indenizações

SIMONE DE OLIVEIRA | 04/04/2019 | 05:00

Dados do Relatório Anual da Seguradora Líder, administradora do Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT) mostram que em 2018 foram pagos mais de 328 mil indenizações para vítimas de acidentes de trânsito e as motocicletas foram responsáveis por 75% dos casos.
Só no Estado de São Paulo foram 39.176 indenizações do seguro, e deste total 5.462 pagamentos por morte, 24.150 por invalidez permanente e 9.564 por reembolso de despesas médicas e suplementares.
Apesar de não ter um relatório somente para a cidade de Jundiaí, dados do Hospital São Vicente (HSV) revelam o número de ocorrências no município. De acordo com o hospital, nos três primeiros meses do ano passado foram registradas 140 acidentes. Em 2019 foram 96 ocorrências no mesmo período deste ano: uma queda de 31%.
Os números parecem baixos, mas são preocupantes, uma vez que levam os acidentados às salas de fisioterapia devido às lesões e também a procurar a indenização para abater as despesas com os tratamentos médicos.
Foi o caso do motorista Rafael Barreta Contreira, 34 anos. Há oito anos ele sofreu um acidente de moto que o afastou do trabalho por três anos. Ele conta que andava por uma rodovia e ao presenciar um engavetamento tentou frear e parou no guard rail. Ele teve uma fratura exposta e seu garupa veio a óbito.
“Na hora a gente não sabe o que fazer porque acontece tudo muito rápido. Tive que fazer cirurgias e sessões de fisioterapia. Por três anos me afastei do trabalho, mas usei meu seguro porque tinha direito a ele”, confessa.
Os acidentes envolvendo os motociclistas, segundo o São Vicente, na maioria das vezes tem envolvimento de carro com moto, carro e caminhão, carro e objeto fixo (como postes) ou até mesmo quedas e atropelamentos.

MORTES
De acordo com a Unidade de Gestão de Mobilidade e Transporte (UGMT), os registros existentes disponíveis pelo Infosiga no mês de janeiro de 2018 revelam três mortes em acidentes com motocicletas. Já em 2019, no mesmo mês, foram duas mortes.
A administradora do seguro mostra que os pagamentos feitos em 2018 se referem a morte (38.281), invalidez permanente (228.102) e despesas médicas (61.759) e os maiores números de benefícios pagos estão São Paulo, Minas Gerais e Ceará.
Três em cada quatro indenizações do Seguro DPVAT são pagas a acidentes com veículos sobre duas rodas. Apesar de representarem 27% da frota nacional, as motos são responsáveis pelo maior número de acidentes e de vítimas, acumulando 246.993 sinistros.

ACIDENTE MOTO AV LUIZ LATORRE


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/motociclistas-sao-responsaveis-por-maioria-das-indenizacao/
Desenvolvido por CIJUN