Jundiaí

Mulheres comemoram alta médica


curados
Crédito: Reprodução/Internet
Após 31 dias de internação, fazer uso de ventilação mecânica e passar por uma parada cardíaca, a paciente Maria Nilvan dos Santos Barros, de 53 anos, recebeu alta do Hospital de Caridade São Vicente de Paulo. Ao lado dos familiares e dos profissionais da instituição, Maria emocionou a todos com um relato intenso sobre um dos momentos mais difíceis que já enfrentou. “Antes de pegar a covid eu até fazia máscaras, não imaginei que fosse acontecer comigo. Quando eu tive a parada cardíaca, me lembro que enquanto o médico tentava me reanimar ele dizia, volta dona Maria, volta”, conta emocionada. Ela conta que, mesmo desacordada, ainda conseguia pensar que precisava voltar. “Eu tinha minha família e precisava de mim. Com certeza eu renasci”, contou. Aos 64 anos, Maria Bueno, de 64 anos, também comemorou a vitória sobre o coronavírus e direcionou palavras de gratidão aos profissionais de saúde. “Quanto carinho eu tenho por vocês, obrigada por terem cuidado tão bem de mim”. VITÓRIA Em meio a grande emoção a paciente Oralina Gonçalves Galeote, 78 anos, recebeu a alta médica na tarde desta quarta-feira, após ficar internada por seis dias no Hospital de Caridade São Vicente de Paulo, devido à covid-19. Recebida pelo filho, Flávio Galeote, na recepção do HSV, ela disse: “estou muito feliz” e logo voltou a chorar de alegria por ter superado a triste doença. Como homenagem, o Hospital lhe entregou um buquê de flores, cedido gentilmente pela Keka Flores. Para quem cuida dos pacientes. não tem como segurar a emoção. “Não tem preço poder ver esses pacientes indo para casa, retornando para seus familiares, saber que depois de tantas dificuldades, de tantas perdas, ainda temos a alegria de compartilhar esses momentos. Fico sem palavras”, disse a enfermeira, Conceição Araújo.

Notícias relevantes: