Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Incubadora social levará empreendedorismo a todos

DA REDAÇÃO | 05/09/2019 | 06:24

Cerca de 60 pessoas vão fazer parte do projeto-piloto da Incubadora Social, que será ministrada ao lado do Centro Pop, no departamento de ações complementares, no Centro de Jundiaí. O programa pretende emancipar beneficiários do programa Bolsa família.

No dia 30 de julho, a Unidade de Gestão de Assistência e Desenvolvimento Social (UGADS) realizou a primeira apresentação para a população sobre o programa que faz parte da economia solidária. A intenção do projeto é instrumentalizar e incentivar as pessoas que ainda necessitam de auxílio do governo, para um empreendedorismo social, para que possam sair com autonomia de renda e então poderem empreender.

De acordo com a gestora-adjunta Maria Brant, a primeira turma fará parte de uma proposta piloto. “Os assistentes sociais, orientadores e psicólogos foram instruídos e divulgaram o projeto entre os seus atendidos, a partir daí os interessados participam de encontros em que apresentamos a proposta. Hoje nós temos a pretensão de atender 60 pessoas, pois queremos acompanhá-los de perto”, afirma Maria.

A gestora explica que a cidade já possui programas que são focados no mercado formal, mas que existem outras pessoas que não se enquadram neste perfil e também precisam de auxílio.

“O novo programa pretende fortalecer a proposta de autonomia visando as pessoas com perfil empreendedor. Até o momento já temos quatro propostas temáticas. Uma delas é a esmaltaria solidária, que seria para as manicures. A outra é a agência solidária de limpeza, que é para aquelas pessoas que já trabalham com limpeza se estruturarem como um negócio. Tem também o café social, que visa as pessoas que trabalham pela rua vendendo bolo e salgados. E por fim, o artesanato inclusivo, que é um trabalho que a gente já faz com as pessoas em situação de rua, mas queremos qualificar esse trabalho”, detalha Maria Brant.

Mãe de cinco filhos e moradora do bairro São Camilo, Vanessa Barbosa Nunes, 39 anos, se interessou pelo projeto quando o assistente social a apresentou. “É uma possibilidade de fonte de renda para que eu possa cuidar dos meus filhos, já que está difícil de conseguir um emprego”, ressalta a jundiaiense, que pretende empreender fazendo artesanato. “Ontem mesmo fiz um curso de decupagem em madeira. Estou muito feliz e não vejo a hora de começar na Incubadora”, afirma.


DA REDAÇÃO
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/ncubadora-social-levara-empreendedorismo-a-todos/
Desenvolvido por CIJUN