Jundiaí

Nove meninas têm reações após vacina contra o HPV


2014-09-24_19-21-41_1
Crédito: Reprodução/Internet

Com o objetivo de imunizar as meninas contra o vírus HPV, a vacinação realizada em rede nacional, tem apresentado alguns casos de reações adversas. Em Jundiaí foram registrados nove casos de reação após a vacina, com sintomas leves, evoluíram sem complicações. A expectativa da Secretaria de Saúde de Jundiaí é de que a procura pela segunda dose da vacina se intensifique nos próximos dias. Os casos adversos, segundo nota da pasta municipal, são esperados.

De acordo com nota encaminhada pela Secretaria de Saúde, “foram notificados nove casos de reação após a vacina, todos foram com reações leves e evoluíram sem complicações.” Ainda de acordo com a nota, “a vacina é um medicamento e como tal pode desencadear reações indesejáveis naqueles que o recebem.” A pasta alerta para que a pessoa que apresentar alterações após ser vacinada retorne ao local onde recebeu a dose para ser avaliada por um médico ou enfermeiro e receber as orientações necessárias.

2ª Dose - Segundo nota encaminhada pela assessoria de imprensa da prefeitura de Jundiaí, até o início da semana haviam sido aplicadas 6.978 (1ª dose) da vacina de HPV, o que representa uma cobertura de 95,79%. A meta estabelecida pelo Ministério da Saúde é de 80%.

No mesmo período, somente 711 meninas receberam a segunda dose Segundo a nota da assessoria de imprensa da administração municipal, ‘considerando que a primeira dose começou a ser disponibilizada no dia 10 de março, e sendo necessário intervalo de seis meses entre as doses, a procura deve ser intensificada a partir dessa semana.

Mais informações na edição impressa do Jornal de Jundiaí desta quinta-feira (25) ou faça uma assinatura digital.


Notícias relevantes: