Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Novo espaço garante mais qualidade no serviço de reabilitação psicossocial

DA REPORTAGEM LOCAL | 31/08/2018 | 14:32

O Centro de Atenção Psicossocial III, equipamento integrante da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS), da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), desde o início desta semana, atende em novo endereço, no bairro da Hortolândia, próximo de outros equipamentos públicos que proporcionam maior oportunidade de reabilitação psicossocial aos mais de 900 atendidos, número que vem crescendo nos últimos meses. A unidade assiste pacientes com transtornos mentais severos e persistentes, de forma multidisciplinar, com o objetivo de proporcionar vivências e oportunidades de ressocialização com oferta de oficinas, grupos terapêuticos, atividades esportivas e acompanhamento por profissionais de diferentes especialidades.

CLIQUE AQUI E LEIA OUTRAS NOTÍCIAS SOBRE JUNDIAÍ

De acordo com a coordenadora do CAPS III, Adriana Carvalho Pinto, a localização para o endereço rua Dr. Ramiro Araújo Filho, 234 (Vila Hortolândia), favorece o tratamento. “Entre o projeto terapêutico singular definido para cada paciente está a ressocialização. Em um endereço centralizado como este, essa integração com a sociedade é facilitada, já que é possível circular pelo bairro, equipamentos públicos e comércios. Desta forma, os assistidos são incentivados à reinserção na sociedade”, detalha. O serviço conta com 907 pessoas com prontuários ativos que passam pelo serviço para consultas, atividades e oficinas.

Em relação ao ano passado, o número de atendimentos nos equipamentos de atenção psicossocial da RAPS Jundiaí tem aumentado. Nas comparações entre os meses de maio de 2018 e de 2017, o crescimento foi de 15%, passando de 6.445 para 7.410, entre os quatro serviços disponíveis (CAPS AD, CAPS iJ, CAPS II e CAPS III). No mês de junho, o crescimento foi ainda maior, passando de 5.966 para 7.397, ou seja, crescimento de 24%. “Esse aumento no volume de atendimento se dá pela rede de atenção formatada para a cidade, que ampliou, desde o ano passado as ações de busca ativa dos pacientes, nos equipamentos de saúde a partir do matriciamento realizado, além do acesso direto dos pacientes para o nosso serviço, que é porta aberta, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h”, comenta.

Aprovado

Edno Capolbo, 50 anos, morador em Jundiaí, é um dos assistidos pelo CAPS III. Frequentador das oficinas de artes e artesanato, o homem aproveita o que aprende para gerar renda. “Já aprendi a pintar, faço agendas e mostruários. Agora estou aprendendo a fazer cadernos. Com o dinheiro da venda desses produtos, eu compro anel e roupas. Gosto muito de comprar”, comenta o assistido, que aprovou o novo espaço. “Aqui é mais bonito, fácil de chegar e a gente pode passear”, explica.

Francisco Ferreira Leite, 55 anos, passa por atendimento no CAPS III desde 2004. “Eu fiquei internado em hospital psiquiátrico. Desde que comecei a me tratar aqui, nunca mais fui parar em hospital. Tomo medicamentos e participo das atividades daqui. Me sinto muito bem. Aqui temos artesanato, jogos e até aulas de culinária”, conta.

PMJ

PMJ


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/novo-espaco-garante-mais-qualidade-no-servico-de-reabilitacao-psicossocial/
Desenvolvido por CIJUN