Jundiaí

Número de casos de AIDS no Brasil aumenta 21%

DIA MUNDIAL DE LUTA CONTRA AIDS MARIA DE LURDES MUNHOZ
Crédito: Reprodução/Internet
Dados divulgados pelo Programa Conjunto da ONU para HIV/Aids, o Unaids, mostram que o Brasil registrou um aumento de 21% nos casos da doença entre de 2010 e 2018. O número é três vezes maior que os dados médios divulgados pelas instituições para países da América Latina, de 7%. Os países com os maiores índices de aumento são Chile (34%), Bolívia (22%) e Costa Rica (21%) Apesar dos registros de alta, alguns dos países tiveram baixa, como El Salvador (48%), Nicarágua (29%) e Colômbia (22%) no mesmo período. A concentração de casos continua sendo entre homens com idades de 15 a 24 anos, sexualmente ativos. O índice nacional vai na contramão da meta proposta pela ONU de erradicar até 2030 novos casos da doença. Em 2020, o Brasil atingirá 83% de toda a população portadora da doença sendo tratada. “Por se tratar de uma doença silenciosa, muita gente não sabe que tem o vírus. O trabalho conjunto funciona para que a informação chegue a todos, com um foco diferencial àqueles que vivem em situação de vulnerabilidade social”, salienta a gerente e psicóloga do CTA (Centro de Testagem e Aconselhamento) de Jundiaí, Maria de Lurdes Munhoz. A cidade faz em média 3500 testes da doença todos os anos e dececta números quase sempre parecidos, variando entre 55 e 70 novos casos. FIQUE SABENDO Realizada todos os anos, a campanha “Fique Sabendo” serve para reforçar o combate à doença. Em Jundiaí, ela deve ocorrer na primeira semana de dezembro. O dia mundial de combate à AIDS é lembrado dia em 1º de dezembro.  

Notícias relevantes: