Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Número de queimadas cai em 2019, mas área atingida aumenta

COLABORAÇÃO DE THIAGO AVALLONE | 02/08/2019 | 08:10
INCÊNDIO De janeiro a julho de 2019, a Polícia Militar registrou em Jundiaí 206 chamados de incêndio, enquanto em 2018 foram 218 no mesmo período

O clima seco do inverno e a negligência humana colocam em alerta os órgãos responsáveis pela proteção da população e do meio ambiente. Isso porque esse período do ano é conhecido pelo aumento de registros de incêndio em todo o Brasil. A boa noticia é que em 2019, na região de Jundiaí, este número diminuiu. De acordo com as policias militar e municipal, o número de ocorrências teve queda considerável, de mais de 10%.

De janeiro a julho deste ano, a polícia militar registrou 206 atendimentos, enquanto no mesmo período do ano passado foram 218 chamados.

A GM confirma a redução de ocorrências, já que não recebeu nenhum chamado durante o ano de 2019; enquanto no ano passado recebeu duas ocorrências. O órgão ainda faz questão de ressaltar que incêndios em Jundiaí estão sujeitos a multa por dano ambiental, que vão de R$ 660, cobrada em dobro no caso de reincidência, a R$ 2.640 no caso de nova mais uma reincidência.

Apesar da queda no número de ocorrência, a PM ressalta que a área queimada total em 2019 foi maior. Em 2018 foram totalizados 765.348m2, já este ano a dimensão atingida é de 1.137.975m2.

As concessionárias que administram as rodovias que cortam a região de Jundiaí confiram a redução das ocorrências em 2019. A CCR Autoban informa que de janeiro a julho de 2018 foram registradas 981 ocorrências de queimadas às margens das rodovias Anhanguera e Bandeirantes.

Enquanto no ano de 2019 foram registrados 593 ocorrências, uma redução de 40%.

De acordo com a concessionária AB Colinas, foram registrados no primeiro semestre de 2019 um total de 13 casos de queimadas. Esse número é 13% menor do que as 15 ocorrências durante o mesmo período em 2018.

Perigo

A falta de chuva coloca em alerta a população da região. Devido a baixa umidade no ar e no solo, o número de queimadas pode aumentar e preocupa os órgãos ambientais.

Além dos fatores climáticos, o que ajuda a aumentar o número de queimadas é a negligência de moradores que ainda utilizam da queimada para limpar lixos e terrenos. Porém, muitas vezes sua aplicação pode perder o controle, provocando grandes incêndios, além se ser alvo de críticas por parte dos ambientalistas.

De acordo com a bióloga Daiane Bosco, formada na universidade de Warwick, na Inglaterra, as ocorrência das queimadas vão deixar de ser realidade a partir do momento em que as pessoas forem conscientizadas.

A educação é, segundo ela, o instrumento mais eficaz. “No Brasil queimada é sinônimo de limpeza de áreas, mas o impacto negativo é gigantesco e as pessoas não percebem. Nosso povo está ficando um pouco mais consciente, mas ainda falta muito. Esses temas precisam estar dentro de sala de aula, chegando na população desde criança, para que todo mundo passe a dar a devida importância ao tema”, destaca a bióloga. “As queimadas trazem danos enormes ao nosso eco sistema em si. Causam impacto direto, na manutenção da fauna, na circulação de águas, nas condições de temperatura e umidade”, explica Daiane.

Para evitar queimadas

  • Nunca limpar terrenos com fogo, ele pode perder o controle e se tornar um incêndio;
  • Não jogar bitucas de cigarro acesas em margens de rodovia ou em locais que tenham vegetação próxima;
  • Nunca em hipótese alguma solte balões, eles tem um enorme risco de provocar um incêndio seja em vegetação ou ainda em edificações.
  • Os terrenos não ocupados devem estar limpos e com a vegetação baixa, após a limpeza recolha o mato e destine corretamente, nunca utilizando fogo;
  • Caso observe alguém colocando fogo propositalmente não hesite em denunciar;
  • Denúncias podem ser feitas pelo disque denúncia, telefone 181, pelo telefone de emergência da Polícia Militar 190 ou pelo telefone do Corpo de Bombeiros pelo número 193

 

Em 2018 foram totalizados 765.348m2 de área quimada, já este ano a dimensão atingida é de 1.137.975m2


Leia mais sobre |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/numero-de-queimadas-cai-em-2019-mas-area-atingida-aumenta/
Desenvolvido por CIJUN