Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Obras no Centro das Artes serão retomadas em 2020 ao custo de R$ 3,6 mi

SIMONE DE OLIVEIRA | 22/08/2019 | 05:02

A comunidade jundiaiense e a classe artística estão ansiosas em ter de volta um dos mais importantes espaços culturais do município, o Centro das Artes, que abriga a Sala Glória Rocha. Fechado para revitalização desde 2013, só agora a reforma deve sair do papel. Pelo menos é o que informa a Unidade de Gestão de Cultura (UGC). A previsão é que as obras sejam retomadas em 2020 com custo de R$ 3,6 milhões.

Como faz parte do Programa Avança Jundiaí, pacote de obras do município que engloba várias áreas, inclusive de prédios públicos, a retomada do Centro das Artes se dará em duas etapas. A novidade fica por conta da entrega de uma sala multiuso e um palco maior na Glória Rocha: antigas reivindicações dos artistas.

O gestor Marcelo Peroni lembrou que a primeira etapa envolve adaptação e adequação dos projetos e por isso uma nova licitação será aberta no dia 26 de agosto. Algumas empresas já se mostraram interessadas e tiveram a oportunidade de fazer uma visita técnica no local. Ainda segundo informações da unidade, a previsão é que no início de setembro sejam assinados os contratos com a empresa vencedora desse processo.

“Tem todo um trabalho de detalhamento do telhado, parte cênica, elétrica, enfim, itens que precisam ser revisados para que o vencedor da licitação nos entregue um projeto completo. Assim as obras não serão interrompidas”, comenta Peroni, sem estipular prazo para que as portas sejam abertas ao público.

CRONOGRAMA
A partir da assinatura do contrato por parte da empresa vencedora, a mesma terá 120 dias para entregar os projetos finalizados e adaptados. A segunda fase será das obras a serem realizadas no imóvel.

A revitalização do espaço contempla a construção das salas de espetáculos, sala de ensaios, centro de exposições, cafeteria, camarins, elevadores e banheiros, além de intervenções hidráulicas e elétricas.

Segundo Peroni, houve uma diminuição no número de poltronas da Sala Glória Rocha para público passando de 336 para 320, porém a novidade é a criação de uma nova sala, com pelo menos 80 lugares, que poderá ser utilizada para pequenos espetáculos ou audições musicais.

“Queremos devolver os palcos para os artistas que esperam com ansiedade por este retorno, assim como eu. Comecei minha vida naquele local e também espero por este retorno. Trata de uma questão afetiva do lugar e faz parte da história cultural, por isso todos desejam este retorno”, diz Peroni, que também é ator e diretor.
Ainda segundo o primeiro cronograma, até o final de ano de 2016 apenas 22% da obra havia sido concluída.

No início de 2017, a empresa responsável pela obra demonstrou interesse pelo distrato amigável do contrato, solicitação essa aceita pela prefeitura e deliberada em julho daquele ano, após análise técnica e jurídica de que não incidiriam prejuízos com essa decisão.

Na ocasião foram apontadas falhas na licitação, no memorial descritivo e no projeto executivo, além da ausência de projeto cênico que atendesse às demandas da classe artística.


Leia mais sobre |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/obras-no-centro-das-artes-serao-retomadas-em-2020-ao-custo-de-r-36-mi/
Desenvolvido por CIJUN