Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Oportunidade e inclusão são as palavras-chave

SIMONE DE OLIVEIRA | 20/08/2019 | 19:07

A Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla acontece em todo o país entre os dias 21 e 28 de agosto com o tema ‘Família e pessoa com deficiência, protagonistas na implementação das políticas públicas’. Em Jundiaí, segundo a Assessoria de Políticas para Pessoa com Deficiência, a 26ª Semana de Prevenção das Deficiências tem como tema ‘Prevenção, pratique essa ação’ envolvendo crianças com projetos sobre prevenção das deficiências.

No município são pelo menos 60 mil pessoas com as mais diferentes deficiências buscando um espaço na sociedade, mas principalmente na inclusão. É o que pretende Angélica Matarezzi Ferrari, de 45 anos, mãe de Jaqueline, de 4 anos, com síndrome de Down. Para ela, incluir, de fato as crianças ainda é um desafio. “Não temos profissionais suficientes para ajudar nossas crianças em sala de aula. A inclusão é apenas social, não é educacional”, lamenta Angélica.

Com uma rotina regada com várias terapias, a pequena Jaqueline é uma das centenas de pessoas com síndrome de Down no município. A gerente do Centro de Atendimento à Síndrome de Down Bem-Te-Vi diz que não há uma estatística oficial, mas lembra que na entidade são 400 assistidos e há lista de espera. “Em todo o país são 8 mil nascidos por ano, ou pelo menos um nascimento a cada 750 nascimento. Infelizmente é um número muito alto por isso cada cidade precisa pensar suas políticas publicas.”

DESAFIOS
O assessor de Políticas para Pessoa com Deficiência, Marco Antônio dos Santos, comenta que participam da semana alunos do sistema Municipal e Estadual de Ensino (Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Fundamental II, Ensino Médio e EJA), professores, diretores e comunidade com trabalhos que envolvam desenho, pintura, fotografia e dança.

“É preciso entender que a diversidade compõe a dimensão de ser humano, e suas diversas formas de funcionamento ainda é um grande desafio. Vencer as barreiras do preconceito, da discriminação, do capacitismo é um longo caminho, que precisa ser percorrido para que possamos ter uma sociedade plural e diversa”, comenta.

No dia 27 de agosto, a partir das 19h, no Polytheama, haverá o encerramento com a apresentação dos melhores trabalhos das modalidades premiadas. Mais informações sobre como participar pelo e-mail mantsantos@jundiai.sp.gov.br ou pelo telefone 4588-5324 e 4588-5323.


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/oportunidade-e-inclusao-sao-as-palavras-chave/
Desenvolvido por CIJUN