Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Orgânicos faturam R$4 bilhões em um ano

COLABORAÇÃO DE FELIPE CARDOSO | 23/05/2019 | 06:30

Cada vez mais em ascensão no Brasil e em Jundiaí, o mercado de produtos orgânicos fechou o ano de 2018 com faturamento de R$4 bilhões, de acordo com os dados divulgados pelo Conselho Brasileiro de Produção Orgânica e Sustentável (Organis).

Segundo Felipe Oliveira Magro, engenheiro agrônomo da Unidade de Gestão de Agronegócio, Abastecimento e Turismo (UGAAT), a rentabilidade do mercado neste segmento em 2018 foi considerada ótima. “São números incríveis que mostram 20% de crescimento no faturamento em relação ao ano de 2017, o que é muito difícil de conseguir”, afirma.

Para o engenheiro agrônomo, essa ascensão do mercado se deve a diversos fatores. “Os números de produtores e consumidores estão aumentando. Hoje, de maneira geral, existem mais informações e divulgação destes produtos, o que ajuda bastante no aumento do consumo. A informação chega mais rápido às pessoas, que estão conhecendo cada vez mais essa área orgânica”, explica.

Outro fator importante citado por Oliveira é o grupo de produtores de Jundiaí, que é cada vez mais procurado. “Os produtores precisam da certificação do Ministério da Agricultura para realizar vendas diretas e observamos que o volume de pessoas interessadas neste ano foi maior do que o de costume”, diz.

Em Jundiaí, a publicitária Tereza Staeheli deixou de atuar em sua área de formação para se dedicar a plantação orgânica e garante que fez a escolha certa. “Tomei essa decisão há quatro anos e foi ótimo. Hoje tenho vários tipos de folha na horta, além de mais de 40 tipos de ervas aromáticas, comestíveis e medicinais, que cuido diariamente”, afirma.

A produtora explica como é feito o trabalho e as maiores dificuldades na plantação. “Enquanto algumas áreas ainda não foram plantadas, cubro a terra com grama seca e folhas, para manter a qualidade desta terra que ainda vou usar. Também evito produtos com alto risco de agrotóxicos, como tomate, morango, uva e goiaba. Já a grande dificuldade é a condição meteorológica, que às vezes prejudica bastante, mas com o passar dos anos você aprende a adaptar o trabalho às condições”, explica.

Atualmente Tereza atende diversos clientes, inclusive restaurantes de shoppings da cidade. “O manjericão é um produto que uso para abastecer um restaurante a cada dois dias, porque assim eles estão sempre usando o produto fresco. Também atendo chefs de cozinha e pedidos pessoais”, destaca.

Segundo a produtora, o crescimento deste segmento faz com que as pessoas sejam mais informadas sobre o assunto, o que só levará a crescer ainda mais este mercado. “As pessoas vão conhecendo, gostando e criando hábitos. Hoje em dia os nutricionistas também colocam nossos produtos nas receitas dos pacientes, então vejo que é uma área em constante evolução”, avalia.

O produtor orgânico, Roberto Mangieri, afirma que o número de agricultores vem aumentando, porém que a demanda nem sempre é estável. “As pessoas procuram os produtos orgânicos, mas não se mantêm fiéis, pois reclamam da sazonalidade e do preço. Costumo dizer que quem não escolhe a qualidade do alimento vai se encontrar depois na fila da quimioterapia.”

PLANTACAO ORGANICA ORGANICO FITOTERAPEUTICO TEREZA SAHAELI


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/organicos-faturam-r4-bilhoes-em-um-ano/
Desenvolvido por CIJUN