Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Outono traz necessidade de atenção para doenças respiratórias

DANIELE DA SILVA, ESPECIAL PARA O JJ | 08/04/2018 | 02:30

O verão terminou no último dia 20 de março e cedeu lugar para o outono. A estação, caracterizada pela menor duração dos dias em relação às noites, em virtude da diminuição gradativa da luz solar diária, desperta fascínio por seus nuances avermelhados e amarelados que contribuem para uma bela paisagem. Entretanto, além de responsável por uma modificação estética, o outono pode ser considerado um vilão para quem sofre com doenças respiratórias. João Marcos tem 10 anos e desde os dois sofre com crises de rinite. Segundo a mãe de João, Quivânia Barros, o filho faz tratamento desde pequeno para conter a coriza e a coceira incessante dos olhos e nariz, mas na época do outono os remédios não conseguem conter as crises. “Essa época do ano é terrível para a saúde do João, a ausência de dias quentes só piora a rinite dele”, afirma.

De acordo com o médico otorrinolaringologista Edmir Lourenço, doenças como rinite, sinusite e gripe estão entre as doenças mais comuns, já que com a chegada do outono, as variações climáticas se tornam intensas, com predomínio de temperaturas baixas e um clima seco e frio, ao qual o organismo não responde bem. Idosos, fumantes crônicos e crianças, como João por exemplo, são os grandes afetados. “O corpo humano é portador de cílios que se movimentam e auxiliam em sua própria defesa. Quanto menor a temperatura, menos esses cílios irão se movimentar. Essa estaticidade facilita a entrada de micro-organismos, que reduzem a imunidade”, explica. Segundo Edmir, lugares fechados devem ser evitados, já que aumentam a chance de contaminação, e vidros e janelas devem ser mantidos abertos no período da manhã para permitirem boa ventilação e incidência do sol. Atrelado à isso, uma rica alimentação em verduras, legumes e frutas e uma ingestão de líquidos frequente fortalecem a imunidade do organismo e hidratam a pele.

Atenção com os olhos
Voltar a atenção para o fortalecimento do sistema imunológico é importante, e atentar-se a higiene dos olhos no outono também é de extrema relevância. Com a predominância do clima seco, casos de conjuntivite se tornam frequentes. Defini-se a conjuntivite como uma inflamação na membrana que recobre o globo ocular, podendo ser bacteriana ou viral. O oftalmologista Everton Lima afirma que a mais comum na época do outono é a conjuntivite viral, sendo esta contraída através do contato direto com objetos contaminados. Segundo Everton, para se prevenir é necessário uma boa higiene das mãos e utensílios corriqueiros, e para isso sabonete, lenço de papel descartável e álcool em gel se tornam essenciais. Levar a mão até os olhos também deve ser evitado. A micropigmentadora Silvana Bernardes, de 47 anos, paciente de Everton conta que após contrair oito vezes a infecção seus cuidados com a higiene redobraram. “Hoje em dia lavo muito bem minhas mãos e olhos para evitar mais um susto”, brinca.


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/outono-traz-necessidade-de-atencao-para-doencas-respiratorias/
Desenvolvido por CIJUN