Jundiaí

Pais de Gustavo comemoram o retorno do filho depois do susto

T_gus1
Crédito: Reprodução/Internet
“Deus capacitou os médicos que cuidaram do meu filho. Eles foram anjos em nossas vida". A frase de Ana Cristina de Oliveira, de 21 anos, mãe do pequeno Gustavo, mostra o alívio da família em ter o filho de volta para casa depois do susto que passaram. No último final de semana, Gustavo, prestes a completar dois anos, caiu do segundo andar de um apartamento em Jundiaí e, em coma, foi levado para Campinas. Agora ele já se recupera bem. A queda de mais de 6 metros ocorreu em uma fração de segundo. Segundo conta a mãe, Gustavo caiu após ter escalado um colchão que estava no quarto encostado na parede. "No momento da queda, a nossa babá, cuidadora dos meus três filhos, estava pegando um termômetro para medir a temperatura do mais novo. Neste momento ela escutou o barulho da queda do Gustavo", comenta Ana. Ana não sabe ao certo o que teria levado o filho a subir na janela, mas diz que ele sempre foi brincalhão. "O Gustavo adora brincar de carrinho e ver desenho de super-heróis não dá para saber o que se passa na cabecinha das crianças, mas pode ser que ele apenas queria brincar", diz Ana. O SOCORRO Na ocasião Gustavo foi socorrido por um helicóptero Águia da PM e encaminhado com urgência para o HC da Unicamp, em Campinas. O destino foi escolhido devido ao estado grave em que se encontrava. Na Unidade Intensiva de Tratamento (UTI) a criança foi entubado. Foram realizados exames de tomografia e o raio x e constatado que ele havia tido apenas uma pequena fratura no crânio. "Na segunda-feira o Gustavo teve alta da UTI e veio para o quarto ficar em observação médica. Ele não teve nenhuma sequela e sua recuperação tem sido ótima", comenta Ana. RETORNO Passado o susto, os pais comemoram a recuperação do filho com muita alegria. No dia 24 de julho ele faz aniversário e a família quer comemorar todos juntos. "Nossa família considera que a recuperação do meu filho foi um milagre”, relata a mãe. Diante de tantos acidentes ocasionados com crianças dentro de casa, ela espera que os pais fiquem atentos. “Com a experiência que tivemos eu só peço as mães que tenham cuidado com seus filhos. Coloquem telas nas janelas, portões nas escadas e fiquem de olho, pois em um segundo as coisas acontecem.

Notícias relevantes: