Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Pais antecipam compras de material escolar para economizar

SIMONE DE OLIVEIRA | 10/01/2019 | 05:03

Faltando pouco mais de 20 dias para o retorno das atividades escolares, o clima nas papelarias é de intensa movimentação. Os pais já estão atrás dos principais itens da lista de material escolar e neste período em que as contas se acumulam a regra é pesquisar.

Mesmo sem ter divulgado a lista da tradicional pesquisa de preços do material escolar, o Procon de Jundiaí enfatiza a importância de não comprar no impulso. É o que tem feito a fisioterapeuta Amanda Dias Silva de Carvalho, 29 anos. Ela conta que a lista é colocada no orçamento do mês para que não haja aperto da contas. Alguns outros gastos supérfluos são deixados de lado. “Não costumamos guardar dinheiro com antecedência só para isto, mas geralmente compro os itens no mesmo lugar para facilitar pagamento.”

A lista da pequena Beatriz Maldonado Spina, 8 anos, chegou em novembro do ano passado e a partir daí sua mãe, Sabrina Maldonado Conde Spina, começou a fazer algumas pesquisa pela internet, mas o maior trunfo foi contar com a ajuda de outras mães que haviam comprado os materiais antecipadamente. “Fica mais fácil porque o grupo informa qual lugar os itens são mais baratos, mas confesso que não houve muitas alterações e a própria lista diminui de um ano para outro”, diz.

Mesmo com algumas interferências da mídia, em especial devido aos personagens de desenhos animados que estampam capas de caderno, estojos e lápis, entre outros produtos, Sabrina diz que a lista não encareceu. “Ela gosta de algumas coisas, mas este ano está focada nos flamingos”, conta Sabrina.

Junto com seu filho, Caio Cepeda, 11 anos, Pablo Cepeda, 44 anos, fez a compra com o propósito de priorizar apenas os itens essenciais. Segundo Pablo, ficar indo de papelaria em papelaria acaba acarretando mais gastos do que a lista. “Quando eu gosto de um lugar e sei que está barato não fico indo em outros. Às vezes a gente gasta mais em gasolina do que com a própria lista.”

Há 40 anos no mercado de papelaria, Marilza Antônia Magalhães diz que desde novembro as prateleiras já estavam prontas para receber os consumidores. Ela conta que os preços não oscilaram muito em comparação ao ano passado. “Muita gente aproveitou o material que já tinha e comprou apenas o essencial”, diz.

ORIENTAÇÕES DO PROCON
Segundo informações do Procon Jundiaí, a pesquisa sobre os preços dos materiais está sendo programada junto às papelarias e devem sair em breve. Mesmo sem a lista de onde há material mais barato, o órgão pontuou algumas orientações:
– É necessário que o consumidor realize a pesquisa da unidade do produto oferecido no atacado e as condições de pagamento para ter certeza da vantagem;
– Verifique os materiais do ano passado, que ainda podem ser usados. Faça isso junto com a criança para que ela possa perceber o valor do consumo consciente.
– Pesquise mais de uma marca do mesmo produto e também considere a diferença que pode encontrar no tipo de “personagem” escolhido no material.
A pesquisa também deve ser feita na forma e no meio de pagamento, pois alguns estabelecimentos dão desconto no pagamento em dinheiro.
– Para saber se as compras feitas pela internet ou em grupo podem ser mais vantajosas, é necessário que o consumidor realize a pesquisa da unidade do produto oferecido no atacado e as condições de pagamento para ter certeza da vantagem.

Rui Carlos

Rui Carlos


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/pais-se-antecipam-compras-de-material-escolar-para-economizar/
Desenvolvido por CIJUN