Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Pais vão processar escola que liberou criança de 4 anos

FÁBIO ESTEVAM | 04/09/2019 | 05:02

Os pais de uma criança de 4 anos vão processar um colégio particular, no bairro Eloy Chaves, em Jundiaí, por terem liberado a saída do garoto sem a presença deles. Perdido, o menino saiu andando a procura dos pais, que ainda não haviam chegado, e foi encontrado assustado no estacionamento da escola, ao lado de fora, pela babá de um colega. Revoltados, os pais acionaram o Conselho Tutelar, Delegacia de Ensino, Polícia Civil (com Boletim de Ocorrência), e vão ao Ministério Público. A escola será processada civil e criminalmente.

De acordo com o pai, Luís Nunes, a babá do coleguinha de seu filho ligou para sua esposa informando que havia encontrado o garoto e estava levando ele para casa. A mãe, nesse momento, já estava estacionando na escola, quando viu a babá com o garoto no estacionamento.

“Minha esposa então foi até a escola, perguntando sobre nosso filho, para ver o que eles iriam dizer. Não souberam informar, não sabiam onde meu filho estava”, disse. “O que descobrimos, apenas, é que o pai de outra criança foi até a portaria e pediu pelo filho dele. Buscaram, na verdade a criança errada, meu filho. Só que o liberaram para sair sem nos verem lá, nem a mim e nem minha esposa. Eles nos conhecem bem”, contou Nunes.

Era horário de saída, às 17 horas, e havia muita movimentação na porta da escola. Nunes disse que temeu pelo pior. “O que aconteceu foi um absurdo. Poderia haver pessoas de má índole ali fora, alguém poderia ter feito mal a ele. É uma criança de um metro, pequeno, de apenas 4 anos. Isso não poderia ter acontecido”, lamentou. “Isso, contudo, não deve ser levado pela escola como uma derrota. Mas tem, sim, que servir para que mudem o procedimento de liberação de alunos. Nós nem ao menos recebemos contato da diretora, que eu havia procurado um pouco mais tarde do horário do ocorrido. Não houve nenhuma manifestação da escola para conosco, que seria o mínimo. Então que fique de aprendizado para a escola”, diz.

A família cancelou a matrícula e já levou o filho para outra escola. “Estou tento gastos de novo, com nova matrícula”, falou. “E o que nós queremos é justiça para isso. Não pode ficar impune. Você tenta falar com a direção e eles estão com cara de paisagem”.

Hoje à tarde
A mãe do garoto, Janayna Priscila Silva retornou à escola na tarde de hoje para buscar os papéis da transferência do filho. E mais uma vez tentou saber o que havia acontecido, sobre quem era o responsável por pela saída do filho sem supervisão. “Mais uma vez não souberam me informar. Disseram que a diretora até falaria comigo, mas não teria essa explicação para me dar. Estou grávida e passei nervoso com tudo isso. Não esperava passar por algo assim”.

A reportagem fez contato com a escola para saber um posicionamento em relação ao caso. Uma funcionária pediu que fosse enviado um e-mail, e que uma responsável encaminharia uma nota, o que não aconteceu até o fechamento desta edição.


Leia mais sobre |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/pais-vao-processar-escola-que-liberou-crianca-de-4-anos/
Desenvolvido por CIJUN