Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

PETs também precisam de cuidados especiais no inverno

COLABORAÇÃO DE GRAZIELLY COELHO | 29/05/2019 | 05:00

Engane-se quem pensa que apenas os seres humanos estão sujeitos às doenças de inverno. Durante os dias de baixas temperaturas, é importante também se atentar aos cuidados com a saúde dos animais de estimação para que fiquem protegidos de patologias típicas dessa estação, como a gripe, traqueobronquite infecciosa e a tosse.

Os animais ficam doentes, sentem desconforto e o seu bem-estar pode ser afetado por conta do frio. Embora já tenham sua própria pelagem, chega um momento em que não é o suficiente para protegê-los e surge a necessidade de outros cuidados.

Para a estudante Júlia Dopper, 21, frio é sinônimo de manter os seus animaizinhos aquecidos com roupas especiais e cobertores. “Para ficarem mais quentinhos, eu deixo eles no quintal para tomar sol e quando ficam dentro de casa eu coloco roupinha, se necessário. Pra eles dormirem à noite, colocamos mais cobertor na caminha”, conta.

Segundo a veterinária Mariana Colucci, 32, a principal recomendação é não deixar os animais expostos às baixas temperaturas, especialmente no período da noite. “Além de evitar o contato do animal com ambientes frios, principalmente à noite, quando a temperatura fica mais baixa, o recomendado é que a vacina da gripe seja aplicada para ajudar na prevenção”, recomenda a profissional.

Mariana também alerta para a polêmica do uso de roupas especiais para ajudar a aquecer os animais no frio e as contradições sobre os pelos. “Existe a ideia de que, no verão, deve-se tosar o animal para que ele não sofra com o calor, mas na realidade os pelos protegem tanto do frio quanto do calor. Caso haja necessidade, pode utilizar roupas especiais no animal quando estiver frio, mas deve-se tomar cuidado com os pelos, que podem vir a dar nós. O ideal é sempre pentear”, ressalta Mariana.

Hidratação
Assim como os seres humano, no período em que as temperaturas estão baixas cães e gatos também tendem a beber menos água e, consequentemente, correm risco de ficarem desidratados. A veterinária, no entanto, explica que é possível controlar o quadro. Mas é importante redobrar a atenção. “Caso note que o animal está bebendo menos água, é indicado oferecer frutas e legumes que sejam ricos em água, como melancia e chuchu. Ração úmida também é uma opção para repor a quantidade e água no corpo do bichinho”, explica Mariana.


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/pets-tambem-precisam-de-cuidados-especiais-no-inverno/
Desenvolvido por CIJUN