Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Polícia investiga possível suicídio motivado por flagra de estupro

Fábio Estevam | 10/12/2019 | 05:00

A Polícia Civil investiga se um homem de 44 anos, que morreu atropelado por um trem da Companhia Paulista de Trens (CPTM), em Campo Limpo Paulista, na noite de anteontem (8), teria se suicidado motivado pelo flagra de estupro contra sua enteada, de 38 anos, que tem problemas mentais. O flagrante foi feito pela esposa dele, mãe da vítima, que chegou a lutar contra ele ao presenciar a cena abusiva na casa da família.

De acordo o relato do maquinista a investigadores da Polícia Civil, o homem entrou na frente do trem com os braços abertos, de frente para o trem, como se estivesse mesmo atentando contra a própria vida. Ele disse, ainda, que mesmo tendo acionado os freios de segurança, não conseguiu evitar o atropelamento.

Enquanto era feito o registro da ocorrência do atropelamento, uma mulher chegou na delegacia para denunciar um estupro contra sua filha. Ela fez o reconhecimento e constatou ser seu marido. As duas ocorrências foram elaboradas no mesmo boletim de ocorrência.

Ela relatou que, mais cedo, encontrou o companheiro na cozinha com a bermuda abaixada tentando o ato sexual com a enteada. A esposa gritou e o advertiu. Ele, assustado, partiu para cima dela e teve início uma luta corporal. A mulher ainda disse que ele a jogou ao chão e tentou sufocá-la, colocando o joelho no seu peito. Ela contou que o marido estava com um canivete na mão.

Ela começou a gritar ainda mais para tentar chamar atenção dos vizinhos, momento em que outra filha dela chegou na casa. O marido, então, percebendo que poderia ser detido, saiu correndo para a rua.

O corpo do homem foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Jundiaí para ser necropsiado.

 


Leia mais sobre | |
Fábio Estevam
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/policia-investiga-possivel-suicidio-motivado-por-flagra-de-estupro/
Desenvolvido por CIJUN