Jundiaí

Preço alto da gasolina: manutenção em dia aumenta economia de combustível, dizem mecânicos

ENQUETE COMPRAS COMPULSIVA EDIGAR TEIXEIRA DA SILVA
Crédito: Reprodução/Internet

Com a chegada do frio e o anúncio de mais um reajuste no preço dos combustíveis, os consumidores jundiaiense buscam meios para economizar gasolina. O mecânico e professor José Luiz Appolinário, de 48 anos, afirma que os cuidados na direção e a regulagem no motor influenciam diretamente no rendimento dos combustíveis. “Dirigir de forma econômica, usar o câmbio trocando as marchas corretamente, manter os filtros limpos, bem como fazer a troca das velas na quilometragem correta, são fatores que ajudam o combustível a durar mais”, explica. O estado dos pneus também é importante. De acordo com dados levantados pelo Centro de Pesquisa da Petrobrás, os pneus murchos são 17,8% responsáveis pelo desperdício de combustível, seguidos pelo excesso de peso transportado, com 10,8%. “O pneu murcho gera peso e, quanto mais peso houver, maior será a carga que o motor vai ter que exercer para puxar esse peso. Já quando o pneu está cheio, ele sustenta o peso do carro”, explica o mecânico Filipe de Souza, de 30 anos.

[caption id="attachment_880" align="alignleft" width="300"] (Marcelo Camargo/Agência Brasil) (Marcelo Camargo/Agência Brasil)[/caption]

CLIQUE AQUI E CONFIRA MAIS NOTÍCIAS DE ECONOMIA

Abastecer com álcool ou gasolina é a principal dúvida dos condutores. Há quem opte pela gasolina por acreditar ser mais benéfica e econômica. Mas Filipe explica que, além do preço e do rendimento, o que diferencia o álcool da gasolina é o tempo de manutenção que o veículo requer. “O carro abastecido com álcool gera uma necessidade maior de manutenção. Enquanto a limpeza de bicos de um carro a gasolina deve ser realizada a cada 25 mil quilômetros rodados, por exemplo, um carro movido a álcool requer limpeza a cada 10 mil quilômetros em média”, alega.

Independentemente do combustível escolhido, o conselho de ambos mecânicos é que a manutenção seja feita antes do aparecimento dos problemas. “A maioria dos condutores faz a manutenção corretiva, ou seja, só vão cuidar do carro depois que ele apresenta algum problema. O correto é fazer a manutenção preventiva para manter seu funcionamento em dia”, explica, acrescentando que abastecer em um posto de confiança também é importante.

NOVO REAJUSTE A Petrobras anunciou nesta semana um novo reajuste no preço dos combustíveis que entrará em vigor a partir desta terça-feira (22) nas refinarias. O diesel terá aumento de 0.97%, e a gasolina, de 0,9%. Esse reajuste, de acordo com Filipe de Souza, poderá impactar também no mercado automobilístico. “Cabe agora aos engenheiros desenvolver um sistema mais econômico para os consumidores”, finaliza.


Notícias relevantes: