Jundiaí

Preço da jabuticaba depende do produtor caseiro


JABUTICABA LUCIANA POSSATI
Crédito: Reprodução/Internet
Outubro é caracterizado pela safra da jabuticaba. A fruta é bastante popular entre os brasileiros e seu período de colheita ocorre nesta época, até meados de dezembro. Por ser uma fruta sazonal, o preço varia bastante. Em Jundiaí, a bacia com 50 unidades do modelo graúdo é negociado entre R$ 12 e R$ 15 nas bancas da cidade. Apesar de ser encontrada em todos os lugares nesta época, Jundiaí não se destaca por ser grande produtora. “Muita gente tem o pé no quintal de casa, que vem de tradição familiar. Por isso, a produção não é concentrada”, salienta o presidente da Associação Agrícola de Jundiaí, Renê Tomazetto. “O comércio é quase idêntico ao da amora e, como não tem plantação, os pequenos produtores definem seu próprio preço”, destaca. Por se tratar de uma árvore que demora para render o fruto – a jabuticabeira enxertada demora entre cinco e sete anos, enquanto a plantada de semente pode chegar a 20 para dar as primeiras bolinhas pretas – a produção é concentrada. Muitas dessas árvores ficam em sítios para produção artesanal. Licor O produtor de vinhos Pedro Maziero aproveita o espaço para produzir licor de jabuticaba e revender. Cada frasco, com 375 ml, é vendido a RS 15. “Cada dois quilos de jabuticaba rende, em média, um litro de licor. A gente não tem muito essa conta justamente por se tratar de uma produção artesanal, então varia muito”, enfatiza. Este ano, Maziero colheu até agora 400 quilos de jabuticaba. Preço Ontem (28), o preço do quilo da jabuticaba no Entreposto de São Paulo (Ceagesp) era negociado a R$ 15. “Em relação a 2018, não houve quase nenhuma variação”, constata o responsável pela cotação diária da fruta, Paulo Destro. Quem tem o plantio caseiro comemora a época. Na casa de Luciana Possati, o pé da fruta faz a alegria de amigos e familiares. “No fim de semana ele estava lotado de jabuticaba, mas aí a gente recebe os parentes e as crianças fazem a festa”, diz a vendedora, que tem a jabuticabeira na casa há 20 anos.  

Notícias relevantes: