Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Prefeitura de Jundiaí rejeita credenciamento da 99, maior concorrente da Uber

BARBARA NÓBREGA MANGIERI | 04/07/2018 | 17:33

A empresa 99 Tecnologias Ltda, responsável pelos aplicativos 99 Taxis e 99 Pop, teve seu cadastro indeferido pela Prefeitura de Jundiaí, que exige credenciamento para permitir a circulação de transportes que prestem serviço particular. Segundo o comunicado divulgado na Imprensa Oficial desta quarta (4), a empresa não apresentou um dos documentos necessários e tem 5 dias úteis para regularizar sua situação. A reportagem entrou em contato com a empresa e aguarda um posicionamento oficial.

A 99 Taxis é considerada uma das maiores concorrentes da Uber, seria uma alternativa para que os motoristas da cidade continuassem prestando serviços de transporte particular no município, uma vez que a Uber ainda não se cadastrou. Com isso em mente, a 99 tinha até adotado uma nova estratégia de preços mais baixos para atrair clientes no município, oferecendo uma redução de até 15% no preço das viagens.

Às 18h27, a Prefeitura de Jundiaí emitiu nota negando que o cadastro da empresa tenha sido rejeitado. Confira a íntegra:

A Unidade de Gestão de Mobilidade e Transporte (UGMT) esclarece que o credenciamento da 99Taxi no Edital de Chamamento para o serviço de transporte por aplicativos em Jundiaí não foi rejeitado. Conforme previsto no edital, foi concedido à empresa um prazo de cinco dias úteis para que seja complementada a documentação apresentada anteriormente. O processo de credenciamento segue em curso. Importante ressaltar que apenas as operadoras que forem credenciadas poderão operar no município e, enquanto não for concluído todo o processo de credenciamento com a publicação da homologação, haverá orientação aos motoristas e ninguém será autuado por utilizar os aplicativos neste período.

Às 20h59, a 99 também enviou posicionamento ao Jornal de Jundiaí. Confira na íntegra: 

A 99 defende uma regulamentação que acompanhe o ritmo das inovações, sem entraves ao desenvolvimento da economia. O decreto municipal de Jundiaí possui pontos retrógrados, que vão impedir milhares de motoristas de trabalhar e também prejudicar milhares de passageiros, sobretudo, aqueles que vivem em áreas mais afastadas das regiões centrais. A 99 acredita no diálogo e procurou o entendimento com a Prefeitura.

LEIA MAIS

UBER QUER MUDANÇAS EM DECRETOS DA PREFEITURA PARA FAZER CADASTRO NA CIDADE

MOTORISTAS DA UBER FAZEM MANIFESTO E PEDEM QUE APLICATIVO FAÇA CADASTRO NA PREFEITURA

CLIQUE AQUI E LEIA OUTRAS NOTÍCIAS SOBRE JUNDIAÍ

Recentemente, diversos motoristas que prestam serviços pela Uber se reuniram com gestores da prefeitura e vereadores pedindo para que o prazo de credenciamento, que acabou na última quarta-feira, dia 27, fosse adiado. Os motoristas ficarão proibidos de circular pela cidade prestando serviços pelo aplicativo depois que o prefeito divulgar o fim do prazo na Imprensa Oficial do município. Os motoristas ainda pediram a revogação dos decretos 27.282 e 27.436, publicados pela prefeitura, e afirmaram que a regulamentação deve ser feita através do um projeto de lei, que deve ser aprovado na Câmara. A Uber afirmou que não se cadastrou em Jundiaí alegando que o decreto que regulamenta o serviço “contém uma série de restrições à atividade”.

E AINDA: NARRADOR DA GLOBO FAZ MENÇÃO A JUNDIAÍ NA COPA E LEVA CIDADÃOS À LOUCURA 

Foto: Rui Carlos/Jornal de Jundiaí

Foto: Rui Carlos/Jornal de Jundiaí


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/prefeitura-de-jundiai-rejeita-credenciamento-da-99taxis-maior-concorrente-da-uber/
Desenvolvido por CIJUN