Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Prefeitura quer limitar subsídio de ônibus e pretende aumentar tarifa em janeiro

Simone de Oliveira . scoliveira@jj.com.br | 29/12/2017 | 10:10

[vc_row][vc_column][vc_column_text]ATUALIZADA EM 28/12/2017 ÀS 20H45

Ao fechar o ano com um gasto (subsídio) de R$ 25,2 milhões para o transporte público, a Prefeitura de Jundiaí já se posicionou quanto ao inevitável aumento da tarifa pública para início de 2018. Sem falar em valores ou quando de fato começa a vigorar, os gestores de Transporte e Mobilidade, Silvestre Ribeiro, e de Finanças, José Antonio Parimoschi, explicaram, por meio de planilhas, os impactos que o orçamento tem tido diante da falta de reajuste das tarifas.

Segundo adiantou Silvestre Ribeiro, a proposta é equilibrar as contas para que o orçamento não tenha que ser remanejado ou que outras áreas fiquem descobertas. De acordo com o gestor, a ideia é diminuir ou deixar o valor do subsídio estável, evitando assim que se acumule ano a ano.

“Tivemos um aumento na frota e com isso os gastos aumentaram, e como a tarifa não foi reajustada, os valores do subsídio crescem a cada mês. Se não aumentarmos a tarifa até 2021 vamos gastar cerca de R$ 250 milhões em subsídios com transporte coletivo e com o reajuste previsto acredita-se que o valor caia para R$ 113 milhões”, adianta.

O gestor lembrou que o preço da tarifa social, que hoje é de R$ 1, não será afetada; o benefício da gratuidade para alguns setores também se mantém, bem como os descontos para estudantes.

“Não houve investimento para melhorar a qualidade dos serviços e isto é o que planejamos para o próximo ano, mas já começamos com a readequação de algumas linhas. Além da falta de reajuste da tarifa, também perdemos muitos usuários, por isso esse aumento é necessário.”

O gestor de Finanças, Parimoschi, afirmou que o estudo foi feito para pontuar como este reajuste se dará. A atualização da tarifa irá equilibrar as contas. “Não há um valor definido, mas na primeira semana de janeiro este trabalho estará concluído. O que precisamos deixar claro é que vamos manter a qualidade dos serviços, mas enquanto o subsídio continuar crescendo, não há possibilidade em investir em outras áreas, inclusive no próprio transporte público”, declara.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/prefeitura-quer-limitar-subsidio-de-onibus-e-pretende-aumentar-tarifa-em-janeiro/
Desenvolvido por CIJUN